Sociólogo belga lança livro sobre os impactos da soja

O livro “Navios que se cruzam na calada da noite- soja sobre o oceano” , é uma coletânea de 45 crônicas escritas pelo sociólogo Luc Vankrunkelsven , ao longo de três anos de trabalho no Brasil, Holanda e B&eac

  
  

O livro “Navios que se cruzam na calada da noite- soja sobre o oceano”, é uma coletânea de 45 crônicas escritas pelo sociólogo Luc Vankrunkelsven, ao longo de três anos de trabalho no Brasil, Holanda e Bélgica. Luc é consultor da Fetraf- Sul e da Wervel - uma ONG que atua por uma agricultura justa e sustentável, com sede em Bruxelas.

Desde 2003, o sociólogo divide o seu tempo entre o Brasil e a Europa, ministrando palestras, conferências e fazendo pesquisas à campo, especialmente sobre o tema soja. Grande parte das crônicas teve origem nas vivências deste intercâmbio.

O livro destaca que, do ponto e vista ecológico e social, o cultivo de soja no volume atual é prejudicial para a América Latina. Na Europa Ocidental, o fluxo de soja sustenta, principalmente, uma produção artificialmente elevada de carnes.

Questiona o fato de 70% da produção atual mundial de soja ser destinada ao consumo animal e discute a relação soja e agricultura familiar; soja e água; soja e terra; soja e escravidão; soja e favelas; soja e seca; soja e mulheres; soja e desmatamento, etc.

“Este é um modelo insustentável do ponto de vista ambiental, social e não dá respostas à necessidade de combater o problema da fome no mundo”, disse.

O livro foi lançado na terça-feira, 05/12, para mais de 200 lideranças da federação nos três estados do Sul, durante a plenária de planejamento da Fetraf- Sul, realizada em Chapecó.

Ainda durante este mês, Luc lançará o livro para as turmas do Projeto Terra Solidária da Fetraf- Sul. Dia 08 esteve em Francisco Beltrão, PR, dia16/12, estará em Concórdia e dia 20 em Modelo. Depois, retorna para a Bélgica.

A volta ao Brasil está prevista para Março de 2007, quando inicia um novo projeto que ao longo de três anos pretende diagnosticar e apontar alternativas para a produção de soja no Brasil e para a produção de carne em grande escala na Europa, financiado pelo governo flamengo. “ É um problema de difícil solução, mas nos propomos a buscar e aprofundar a pesquisa sobre alternativas para a monocultura da soja no Brasil e a dependência de soja para ração animal da Europa”, disse Luc.
Tortelli: “Tem gente com compromisso de compartilhar saberes e conhecimento. O Luc é uma destas pessoas”- O coordenador da Fetraf- Sul, Altemir Tortelli disse que o livro que está sendo lançado, reconhece a importância da agricultura familiar no Brasil e a importância da Fetraf- Sul como entidade representativa.

Segundo ele, o trabalho de consultoria desenvolvido pelo sociólogo, tem contribuído para melhorar a compreensão da realidade brasileira, européia e mundial, as implicações do atual modelo agrícola e do projeto neoliberal.

“O livro do Luc não é abstrato, não é teórico, é fruto da vivência e da compreensão da realidade e dos problemas que os agricultores familiares enfrentam dos dois lados do oceano. Servirá para muitos dos nossos processos de formação e acrescentará em conhecimento”, afirmou.

Fonte: Assessoria de Imprensa Fetraf-Sul/CUT

Del Valle Editoria

Contato: vininha@vininha.com

  
  

Publicado por em