Técnicos constatam falta de oxigênio em rio no RS

Técnicos do Seamb (Serviço de Emergência Ambiental) e do Laboratório da Fepam (Fundação Estadual de Proteção Ambiental) constataram a redução no nível de oxigênio no rio Gra

  
  

Técnicos do Seamb (Serviço de Emergência Ambiental) e do Laboratório da Fepam (Fundação Estadual de Proteção Ambiental) constataram a redução no nível de oxigênio no rio Gravataí, no Rio Grande do Sul, onde peixes nadavam nas margens, entre o clube Albatroz e sua foz, na terça-feira (20). Não foram registradas mortes.

De acordo com o governo estadual, o problema foi causado pelo despejo de esgoto doméstico sem prévio tratamento, lançado pelos municípios de Gravataí, Cachoeirnha, Alvorada, Canoas e Porto Alegre.

As chuvas dos últimos dias e a pouca vazão do rio também contribuíram para a redução do nível de oxigênio na água.

Fonte: Folha

  
  

Publicado por em