Energias renováveis terão destaque econômico na União Européia

Comissário europeu, Andris Piebalgs, diz que o investimento em energias limpas poderá colocar a UE à frente da Terceira Revolução Industrial.

  
  

As energias renováveis terão destaque na economia européia, com previsão de colocá-la na "vanguarda da Terceira Revolução Industrial", conforme afirmou, na última terça-feira, o comissário europeu de Energia, Andris Piebalgs, durante abertura da Semana Européia da Energia Sustentável.

Andris Piebalgs afirmou que a UE pode aproveitar o "desafio da luta contra a mudança climática e contra a escassez de recursos energéticos" para transformá-lo em uma "oportunidade" econômica, conforme informou à agência EFE.

Piebalgs disse que se investir sabiamente em energias limpas, a UE se colocará à frente da Terceira Revolução Industrial da mesma maneira que o investimento dos Estados Unidos em informática colocou-os na vanguarda da Segunda.

"Podemos desenvolver na Europa uma indústria energética que seja o motor de nossa economia, criando empregos na Europa, em vez de exportar nossa riqueza aos produtores de energia de fora da UE", disse.

Este objetivo há de ser a peça central de uma política européia de sustentabilidade energética "mais ampla" que trace nos próximos cinco anos um caminho para que no ano 2050 os europeus possam viver e trabalhar de um modo "sustentável no longo prazo", afirmou.

Por isso, Piebalgs lembrou que a iniciativa européia conhecida como "20-20-20" -que persegue, entre outras medidas, reduzir em 20% as emissões de dióxido de carbono para 2020 e o aumento dos investimentos em tecnologia energética são "vitais" porque representam "a base de uma oportunidade econômica enorme para a Europa".

A Semana Européia da Energia Sustentável, que começou segunda-feira e termina hoje, inclui a realização de mais de 146 eventos em 20 países da UE.

Fonte: Portugal Digital

  
  

Publicado por em