Itaipu apresenta na Espanha veículo elétrico para catadores de materiais recicláveis

O veículo surpreendeu positivamente os interlocutores espanhóis que estão preocupados em diminuir a emissão de gases de efeito estufa

  
  

Representantes de quatro empresas brasileiras ganhadoras do Prêmio Coge 2011, um dos mais prestigiados do setor elétrico brasileiro, estiveram na manhã do dia 24 de maio em Madri (Espanha) para apresentar as tecnologias desenvolvidas no Brasil em energia para representantes da Associação Espanhola da Indústria Elétrica (Unesa).

A Itaipu apresentou o premiado veículo elétrico para catadores, tecnologia social que vem apoiando o trabalho de catadores de materiais recicláveis no Brasil ao ser capaz de transportar até três vezes mais carga que os veículos normais, a um custo mensal de R$ 9 em eletricidade, além de dignificar o trabalho do catador.

A tecnologia atraiu a atenção de representantes da administração espanhola. O país europeu começa a liberar a comercialização de veículos elétricos, ainda que com restrições. Terão prioridade os modais de transporte com operações repetitivas, como os ônibus e veículos de coleta de lixo.

“O veículo elétrico para catadores surpreendeu positivamente os interlocutores espanhóis que estão preocupados em diminuir a emissão de gases de efeito estufa”, disse Cícero Bley, assessor de Energias Renováveis da Itaipu.

Na Espanha, a atuação para fazer frente ao câmbio climáticos reflete na crescente participação das centrais de ciclo combinado de gás natural e das centrais eólicas em seu parque energético.

A produção com energias renováveis alcança neste país uma participação de 10%, superior à da União Européia, que gira em torno a 6,3%, segundo dados da própria Unesa. Ainda assim, o país necessita adquirir direitos de emissão de gases de efeito estufa, razão pela qual necessita investir em tecnologias limpas de geração de energia.

“Os veículos elétricos estão sendo favorecidos por uma série de subvenções, destinadas às prefeituras para utilização do veículo elétrico no transporte público, e também para a compra de veículos elétricos pessoais.

A partir do ano que vem, já se poderá comprar no contexto europeu um veículo elétrico pelo preço médio de 4 mil euros”, esclarece Miguel Canales, assessor de responsabilidade social da Unesa.

Carrinhos elétricos:

Os carrinhos elétricos para catadores são resultado de uma parceria entre a Itaipu e a Blest Engenharia, de Curitiba. A ferramenta é destinada a otimizar os processos de coleta e transporte de materiais recicláveis pelos catadores, tornando seu trabalho mais digno e promovendo sua inclusão social, com incremento significativo da renda. É capaz de transportar 300 quilos de material reciclável. A bateria permite percorrer cerca de 30 Km e pode ser recarregada em seis horas, em uma tomada comum.

O desenvolvimento do carrinho teve início a partir de um pedido da
ex-primeira dama Marisa, quando da visita do então presidente Lula à Expo Catador, evento anual que reúne os catadores de todo o país, em que lhe foi apresentado o projeto Veículo Elétrico da Itaipu. Um protótipo foi entregue ao Movimento Nacional de Catadores de Recicláveis (MNCR) ao final de 2007 pelo próprio Lula.

De lá para cá, já foram produzidos cerca de 100 carrinhos, que estão sendo utilizados por cooperativas de catadores da região de Foz do Iguaçu e também pelo MNCR em diversas capitais
brasileiras.

Em Foz do Iguaçu, por exemplo, 33 destes veículos coletam mais de 500 toneladas de materiais recicláveis todos os meses.

Agora, uma das preocupações do projeto está em viabilizar uma linha de crédito para a aquisição desses carrinhos. A Fundação Parque Tecnológico Itaipu está prestando assessoria técnica ao Movimento Nacional dos Catadores de Materiais Recicláveis (MNCR) para a contratação de financiamento junto ao BNDES.

A Itaipu e a Fundação Parque Tecnológico Itaipu também integram o Comitê Interministerial de Inclusão Social de Catadores de Materiais Recicláveis (CIISC), coordenado pelo Ministério do
Desenvolvimento Social e Combate a Fome – MDS.

O objetivo de sua participação no Comitê é replicar o Veículo Elétrico para catadores para todo Brasil e promover a capacitação profissional de milhares de catadores, fortalecendo o papel das cooperativas nos serviços regulares de coleta de materiais recicláveis, em observância à Política Nacional de Saneamento Básico (Lei no 11.445/2007) e ao Programa de
Resíduos Sólidos do Governo Federal.

Vencedores Prêmio Coge:

- ITAIPU - “Projeto Veículo Elétrico para Catadores”

- CHESF - “Alocação, Integração e Acompanhamento do Novo Empregado”

- AES BRASIL - “Casa de Cultura e Cidadania - Vivências que Transformam”

- AMPLA - “Sistema de Gestão Integrada”

Fonte: Itaipu

Visite: www.revistaecotour.com.br

  
  

Publicado por em