Petrobras quer produzir em 2009 querosene para avião a partir de matérias renováveis

O produto, denominado de BioQAV, está sendo produzido a partir de experiências desenvolvidas pelo Centro de Pesquisa e Desenvolvimento Leopoldo Miguez (Cenpes).

  
  

A Petrobras vai produzir até dezembro deste ano, em escala piloto, 50 mil litros de queresone de aviação (QAV) a partir de matérias-primas renováveis. O produto, denominado de BioQAV, está sendo produzido a partir de experiências desenvolvidas pelo Centro de Pesquisa e Desenvolvimento Leopoldo Miguez (Cenpes), em 2008.

Os primeiros voos de aeronaves usando o novo combustível - segundo informações da Petrobras a que a Agência Brasil teve acesso - serão realizados ainda este ano, em fase experimental.

A estatal está destinando cada vez mais recursos para pesquisa e desenvolvimento de plantas de biocombustíveis, entre as quais as segunda geração, a partir do bagaço e palha de cana-de-açúcar como matéria-prima, além de outros resíduos vegetais.

Neste ano estão sendo realizados testes em escala piloto para a produção de etanol a partir do bagaço da cana-de-açúcar.

Com base nas informações obtidas nestes testes, a empresa desenvolverá um projeto de uma unidade de produção, inicialmente em escala de demonstração, com conclusão prevista para o final do ano.

A preocupação com a produção de combustíveis a partir de fontes renováveis já levou a estatal a criar a Petrobras Biocombustível, subsidiária que vai cuidar da produção de biodiesel e etanol.

O Plano de Negócios 2009-2013, que prevê investimentos de US$ 174,4 bilhões nos próximos cinco anos, destina US$ 2,8 bilhões para o segmento. Do total, US$ 2,4 bihões vão para a produção de biodiesel e etanol e US$ 400 milhões para infraestrutura – basicamente a instalação de alcooldutos.

As informações indicam que do valor destinado à produção, 91% serão investidos no Brasil e 9% no exterior. A estatal trabalha com a meta de chegar a 2013 produzindo 706 milhões de litros de biodiesel e 1,25 bilhão de litros de etanol.

Fonte: Agência Brasil
Esta notícia está licenciada sob Licença Creative Commons Atibuição 2.5

  
  

Publicado por em