Sebrae vai capacitar pequenos negócios do setor eólico no RN

A ideia é qualificar as micro e pequenas empresas do setor para que fiquem habilitadas a fornecer bens e serviços aos grandes investidores que chegam ao estado

  
  
A intenção é usar o potencial eólico para gerar negócios

O Rio Grande do Norte detém, ao lado do estado do Ceará, um dos maiores potenciais eólicos do Brasil. Por ser uma fonte de energia limpa e renovável, os ventos atraem investidores para terras potiguares. Para aproveitar esse potencial e transformá-lo em uma fonte geradora de negócios para micro e pequenas empresas, o Sebrae pretende capacitar os empreendedores ligados a essa cadeia produtiva. A ideia é qualificá-los para que passem a fornecer bens e serviços aos grandes investidores que chegam ao estado.

O anúncio foi feito pelo diretor superintendente estadual, José Ferreira de Melo Neto, durante o Encontro da Cadeia Produtiva do Petróleo, Gás, e Energia do RN, realizado pelo Sebrae no estado e pela Petrobras nesta semana, em Mossoró. A intenção é realizar um trabalho semelhante ao que foi desenvolvido com a Redepetro, que culminou com a inserção de micro e pequenas empresas da cadeia produtiva do petróleo e gás em grandes negócios.

“Faremos um trabalho de capacitação com as empresas, assim como fizemos com a Redepetro, para incluí-las no Programa de Energia Eólica do Estado”, declarou o diretor superintendente.

O apoio a projetos com foco na energia eólica faz parte das ações previstas pelo Sebrae para o setor de energias renováveis para os próximos anos e surge devido ao vasto nicho de mercado existente no estado, baseados, principalmente, a partir da construção de parques eólicos. Ainda durante a apresentação no Encontro da Cadeia Produtiva do Petróleo, Gás e Energia do RN, o superintendente defendeu a renovação do contrato de parceria entre o Sebrae e a Petrobras, que acaba este ano, e garante recursos na ordem de R$ 1,3 milhão para investimentos e capacitações de micro e pequenas empresas do setor de petróleo e gás.

“Vamos trabalhar para que esta parceria seja renovada. Buscaremos celeridade para que isto aconteça, e as micro e pequenas empresas continuem sendo beneficiadas”, garantiu José Ferreira. Além do diretor superintendente do Sebrae, participaram do evento o gerente geral de Exploração e Produção da Petrobras para o Rio Grande do Norte e Ceará (UN-RNCE), Joelson Falcão, o secretário de Desenvolvimento Econômico do estado, Benito Gama, e empresários do setor de petróleo e gás.

Fonte: SEBRAE

  
  

Publicado por em

Hilson

Hilson

26/12/2011 20:02:39
Acho que estes grandes projetos devem priorizar a mão de obra e as empresas locais tanto na fase de construção quanto na fase operacional.