Adventure Fair: Setor de bicicletas festeja bons resultados

Os expositores do setor de bicicletas estão festejando os bons resultados da sexta edição da Adventure Sports Fair, que se encerra nesta quarta-feira. Caloi, Sundown, Fuji e Kona foram as marcas que mostraram suas bicicletas para o trade e público. Os lan

  
  

Os expositores do setor de bicicletas estão festejando os bons resultados da sexta edição da Adventure Sports Fair, que se encerra nesta quarta-feira. Caloi, Sundown, Fuji e Kona foram as marcas que mostraram suas bicicletas para o trade e público. Os lançamentos do setor são feitos no fim do ano, entre os meses de outubro e novembro e por isso alguns fabricantes não quiseram participar da feira, pois não teriam novidades para mostrar.

“Já sabíamos desta dificuldade, mas os fabricantes e lojistas que não quiseram participar acabaram se arrependendo, depois de ver os bons resultados dos concorrentes na feira. Muitos já disseram que em 2005 estarão na Adventure Sports Fair”, disse Sérgio Bernardi, diretor da Promotrade, empresa que organiza a feira.

A Caloi decidiu investir, desta vez, na consolidação da marca, ao invés de se preocupar apenas com a apresentação da linha 2005. Além de mostrar todos os modelos profissionais, montou o Caloi Arena Park, uma pista de mountain bike no Adventure Park, em que os visitantes testavam as bicicletas em obstáculos como pedras, ponte de madeira, subida, descida e curvas fechadas. O test drive atraiu uma média de 500 pessoas por dia, somando cerca de três mil participantes. O público ainda pode curtir as manobras de freestyle da equipe Caloi, conversar com os atletas e assistir aos vídeos no telão, além de ganhar brindes, fotos e caricaturas feitas na hora.

“Esta foi a melhor experiência da Caloi na Adventure Sports Fair”, resumiu o gerente de marketing Eduardo Romão. A empresa participa da feira desde sua primeira edição, em 1999, e neste ano resolveu inovar, proporcionando aos visitantes a oportunidade de praticar a marca Caloi, dentro do conceito do marketing de experimentação. “Para a edição do próximo ano, acreditamos no fortalecimento do setor de bicicletas, com a presença de mais empresas”, destacou Romão.

A Caloi aproveitou a feira para realizar um estudo de mercado, apresentando, em primeira mão, protótipos e projetos a serem lançados, como a linha de vestuário esportivo Caloi Active, exibida no Adventure Fashion. A maior surpresa foi em relação à Elite Pró 27v rosa, mountain bike desenvolvida especialmente para o público feminino. “A feira serviu para confirmar a aposta da Caloi neste produto, já que o número de mulheres praticantes de esportes de aventura vem crescendo a cada dia”, afirmou Caio Romano, analista de marketing da Caloi.

Outra marca nacional, a Sundown Bikes, teve que antecipar os lançamentos para participar da feira. “Como somos uma indústria brasileira e não dependemos de produtos importados, aceleramos o desenvolvimento das bicicletas e conseguimos fabricá-las para a feira. No ano passado, apresentamos nossa linha profissional com apenas cinco modelos. Em 2004 já oferecemos 10 bicicletas profissionais e já podemos concorrer diretamente com as importadas”, explica Caio Salerno, gerente de desenvolvimento de produto da Sundown.

A Sundown Bikes quer impulsionar o crescimento da marca no mercado de aventura e espera aumentar os negócios em 60% com a participação na Adventure Sports Fair. Para Salerno, o contato com os lojistas e com o público final foi excelente. “O trade superou nossas expectativas. Neste ano vieram muitos lojistas de diversas partes e fizemos ótimos contatos. Seria muito bom criar a tradição do dia do trade, para estimular os lojistas. Nossa intenção também era fixar a marca, pois no ano passado muita gente ainda associava nosso nome ao bloqueador solar mas, desta vez, já reconheceram a marca”, diz.

Entre as importadas, Fuji e Kona foram as marcas que conseguiram trazer as novidades para a feira. Ambas participaram da Adventure Sports Fair pela primeira vez e se surpreenderam com os resultados. “Nossa primeira impressão foi muito boa. Como vendemos só para o varejo, nosso objetivo era o lojista, que veio à feira. Fizemos muitos contatos com empresários de São Paulo e de outros estados”, conta Djalma Filho, diretor comercial e de marketing da Fuji, que pretende voltar ao evento no ano que vem.

A Kona, marca canadense que chegou ao Brasil na metade do primeiro semestre, apresentou sua linha 2004 em parceria com a loja “O Tao do Pedal”. “A loja e a marca são novas no mercado e a participação na feira foi muito importante. Conhecemos muitos empresários e esperamos uma demanda pós-feira. A data não foi boa para o setor de bikes, porque os produtos somente são lançados no fim do ano”, explica Plínio Cunha Cintra Filho, dono da loja, que também apresentou na feira as bicicletas Ricci, desenvolvidas pelos irmãos Anderson.

A Equipage, fabricante de racks para transportar bicicletas em carros, tinha como objetivo apresentar a marca para os esportistas. Muito conhecida no meio automotivo, com 32 anos de mercado, a Equipage mostrou três linhas de racks com calhas coloridas, para combinar com as bicicletas.

A empresa destacou também, em seu estande, uma mesa de testes, que simula o movimento do carro. “No dia do trade recebemos um grande número de visitantes, entre eles lojistas de todo o Brasil. Conseguimos fechar parcerias com outros expositores da feira e esperamos um crescimento de 30% no faturamento deste ano”, diz Aniss Sowmy, gerente comercial da Equipage.

  
  

Publicado por em