Alemanha oferece roteiros específicos para quem gosta de pedalar

Explorar. Vivenciar. Divertir-se. Esses três elementos completam a sensação de se conhecer um país de bicicleta. A Alemanha conquistou uma legião de adeptos que percorrem roteiros específicos desenvolvidos pelo Centro de Turismo Alemão - DZT em conjunto c

  
  

Explorar. Vivenciar. Divertir-se. Esses três elementos completam a sensação de se conhecer um país de bicicleta. A Alemanha conquistou uma legião de adeptos que percorrem roteiros específicos desenvolvidos pelo Centro de Turismo Alemão - DZT em conjunto com a Federação Alemã de Ciclismo. São 40 mil quilômetros e cerca de 200 rotas ciclísticas em todo país.

Atualmente, milhões de turistas, principalmente europeus agendam suas férias - sejam elas curtas ou longas - no formato ciclista.

`Nossa intenção é aumentar a procura deste tipo de roteiro nos países sul-americanos. O brasileiro tem um grande potencial para aderir a este conceito, pois está habituado a praticar esportes e já tem uma tendência natural a buscar experiências outdoor`, declara Adriana Martins, representante do Centro de Turismo Alemão - DZT no Brasil.

O tour ciclista é ideal para conhecer todos as peculiaridades da região, aproveitar a natureza e escapar do stress cotidiano. Além disso, o visitante pode ajustar seu roteiro conforme descobre aspectos mais interessantes do local em que visita. Uma mobilidade
inigualável quando se trata de viagens ao exterior.

A crescente busca por roteiros de bicicleta fez com que a matriz do Centro de Turismo Alemão desenvolvesse uma publicação específica para o assunto.

`Já estamos na quarta edição e disponibilizamos para os interessados o material que traz informações básicas e passeios de cada região, incluindo centros urbanos como Berlim, Bonn, Hamburgo e Dresden`, explica Adriana.

A brochura contém cerca de 150 rotas, cada ciclovia alemã, os destinos mais procurados e, principalmente, novas sugestões colhidas nas organizações que incentivam long-distance cycle paths, que podem ser traduzidos como roteiros ciclísticos de longa distância, além das associações regionais de turismo.

Existe uma preocupação muito grande com a sinalização e manutenção das rotas que garantem total segurança dos ciclistas. A maior parte fica mais afastada de vias expressas e muitas estradas vicinais são praticamente isentas do trânsito de automóveis.

Principais Trajetos:

-Mountain Biking

Os melhores percursos para moutain biking podem ser encontrados na Alemanha, nas regiões de Sauerland, Sankt Wendeler Land - Saarland e Floresta Negra. No entanto, pequenos percursos podem ser percorridos em diversas áreas montanhosas.

Em um perímetro de 1.400 km, o Bike Park da Floresta Negra possui a maior rede de trilhas de mountain bike no mundo. Já a Bike Arena em Sauerland oferece 30 tours para os visitantes.

É importante destacar que os roteiros atendem ciclistas de todos os níveis - do amador ao profissional. Após correr as trilhas, há diversas opções para aproveitar os locais de atividades esportivas a culturais.

-Rotas hídricas

Além dos conhecidos rios, a Alemanha traz rotas especiais para ciclistas que podem acompanhar suas margens e explorar a região mais de perto. Muitos circuitos de longa distância acompanham rios longos ou curtos como o romântico Lahn, com mais de 250 km.

A rota ciclística do Elba leva a numerosos vinhais em mais de 860 km que passam por cidades arborizadas até desaguar no Mar do Norte.

-Rotas em família

Para quem quer viajar, mas acha que seus filhos pequenos não poderiam participar, as rotas da Alemanha trazem uma surpresa especial. Diversos hotéis e campings ao longo dos circuitos de longa distância são próprios para o atendimento familiar. No percurso, crianças pequenas passeiam em pequenos trailers específicos para serem acoplados nas bicicletas dos pais.

-Ciclismo urbano

Conhecer uma cidade de bicicleta é uma maneira diferente de se misturar ao cotidiano urbano. A maior parte dos grandes centros urbanos alemães possui uma excelente infra-estrutura que tem atraído anualmente ciclistas de todo mundo.

Segundo a Federação Alemã de Ciclismo (ADFC), cada vez mais existem tours específicos nas cidades para esse público. Em Dresden, é possível fazer o percurso para `Blaues Wunder`, ponte suspensa que cruza o rio Elba.

Outras alternativas são visitas ao antigo `Warehouse
District` de Hamburgo - atualmente um ponto em que fervilham lojas, restaurantes e bares-, os clubes mais famosos na capital bávara de Munique ou os bairros italianos e holandeses de Potsdam. Os principais roteiros também abrangem Berlim, Augsburg, Bonn, Freiburg, Leipzig, München e Münster.

-Como planejar sua viagem ciclística

Para garantir diversão e tranqüilidade o ideal é seguir algumas dicas selecionadas pelo Centro de Turismo Alemão:

-a primeira regra é ser modesto nas suas expectativas no começo;

-depois de testar sua boa forma e ter experimentado as primeiras rotas, você poderá fazer de 60 a 100 km em um dia sem problemas; Não é demais?

-em caso de uma viagem em grupo, as rotas, cronogramas e distâncias diárias devem ser definidas em conjunto para que todos tenham suas necessidades atendidas;

-é necessário saber as condições climáticas locais, principalmente tempo e direção do vento, trechos mais difíceis das rotas, conexões de trens e balsas, informações sobre as cidades do seu roteiro e, é claro, locais para se passar a noite;

-apesar da programação, seja flexível para aproveitar as surpresas que possam ocorrer durante a viagem;

-a Federação Alemã de Ciclismo disponibiliza guias (à venda pela internet), com sugestões de rotas e acomodações, em seu site;

-uma boa bicicleta é essencial. Faça uma checagem rápida dos pneus, lanternas e parafusos. Certifique-se de que os breques funcionarão de maneira segura, caso sejam usados em uma ladeira íngreme. Aproveite e leve sua bicicleta a um especialista para fazer os ajustes finais, mas não se preocupe: a Alemanha possui uma série de oficinas para reparo;

-Se a viagem for longa, é recomendado o uso de maleiros especiais para bicicletas por serem mais leves, permitir um desempenho melhor, além de dar maior estabilidade e transportar sua bagagem com mais segurança;

A bagagem sempre vai depender da região visitada, duração da viagem e de preferências pessoais. No entanto, alguns itens não podem ser esquecidos como um kit básico de ferramentas e reparo de furos, além de mapas.

-O ideal é levar pouco para não interferir no desempenho do equipamento e evitar problemas futuros;

-Crianças não são impedimento para uma viagem desse tipo, muito pelo contrário. Para garantir o sucesso da experiência, basta tomar cuidados básicos como uma bicicleta adequada, roteiro mais leve, chapéus de sol, roupas para todos os climas, protetor solar, comida e bebida e, claro, alguns extras como brinquedos e games.

Pacotes de Ciclismo na Alemanha

Ao fechar um pacote específico para ciclismo, as operadoras são responsáveis por grande parte do planejamento da viagem, incluindo o traslado das bagagens. Basicamente, essas opções são destinadas a roteiros guiados e pacotes individuais.

No primeiro caso, com o acompanhamento de um guia, o grupo não precisa se preocupar com acomodações e bagagens e já obtém a definição de visitas e atividades durante o percurso. No entanto, os percursos com guias obedecem um calendário específico.

No caso de pacotes individuais, tanto acomodações, quanto bagagem e tours são previstos com antecedência. Porém, o visitante fica livre para definir datas e determinar quanto do percurso percorrer por dia.

Em cooperação com 84 operadoras, a Federação Alemã
de Ciclismo produziu um sumário dos roteiros na brochura `Radreisen` (na tradução literal - Viagem de Bicicleta) com mais de 130 destinos pelo mundo e incluindo os 40 roteiros mais belos da Alemanha.

No Brasil, operadoras e agências de turismo que trabalham com roteiros da Alemanha podem desenvolver pacotes especiais.

`O próprio Centro de Turismo Alemão indica os contatos
distribuídos em várias cidades do país`, explica Adriana Martins.

Centro de Turismo Alemão

O Centro Nacional de Turismo Alemão - DZT, sediado em Frankfurt, tem como missão divulgar a Alemanha como destino turístico, tanto em seu mercado interno, quanto externo. São mais de 150 funcionários para desenvolver e fortalecer a imagem positiva do turismo no país e, conseqüentemente, gerar novas possibilidades para o mercado alemão.

A entidade possui 28 escritórios no exterior e oferece 25 websites, em 21 idiomas, que concentram as principais informações sobre o tema - desde roteiros a dados gerais do país. Desde 2000, o Centro de Turismo Alemão - Brasil (DZT) está integrado ao complexo da Câmara de Comércio e Indústria Brasil-Alemanha.

Seu objetivo é disseminar aos povos dos países sul-americanos, principalmente do Brasil, a diversidade de roteiros e assuntos do turismo alemão, bem como os roteiros já conhecidos. A atuação do DZT atinge operadoras de turismo, agências de viagem, público
em geral e a imprensa especializada.

Fonte: Centro de Turismo Alemão

  
  

Publicado por em