Alexandre Manzan é tricampeão do Powerbar Triathlon long Distance 2003

O brasiliense Alexandre Manzan ratificou neste domingo porque é um dos melhores triatletas brasileiros da atualidade. Mesmo sem patrocínio e sem competir há seis meses, ele venceu, pelo terceiro ano seguido, o PowerBar Triathlon Long Distance Pirassununga

  
  

O brasiliense Alexandre Manzan ratificou neste domingo porque é um dos melhores triatletas brasileiros da atualidade. Mesmo sem patrocínio e sem competir há seis meses, ele venceu, pelo terceiro ano seguido, o PowerBar Triathlon Long Distance Pirassununga, uma das mais fortes disputas do gênero no calendário nacional e que este ano chegou à sua quinta edição. Com o resultado, Alexandre sagrou-se campeão do circuito em 2003.

A prova reuniu na Academia da Força Aérea 480 atletas, que enfrentaram 1,9 km de natação, 90 km de ciclismo e 21 km de corrida sob um forte calor no interior de São Paulo. O tempo de Manzan foi de 4h01min46seg.

O segundo lugar na prova foi Reinaldo Colucci, de São Carlos, com o tempo de 4h07min12seg. Em terceiro ficou o paulistano Antonio Mansur Filho (4h10min01seg), seguido pelo santista Frederico Monteiro (4h 12min 59seg) e o catarinense Eduardo José Kleinobing(4h16min13seg).

Com a vitória deste domingo e o segundo lugar da prova de Ubatuba, Manzan terminou o circuito com 185 pontos, contra 145 de Frederico Monteiro (terceiro no Litoral Norte).Oscar Galindez acabou com os 100 pontos da vitória na prova anterior.

Alexandre Manzan disse após a prova que estava surpreso com a vitória. “Fui muito bem na etapa de ciclismo, depois de ter saído da água entre os seis primeiros. Mesmo com a grande vantagem do Reinaldo até a primeira parte do trecho de corrida, fui decidido e consegui ultrapassá-lo. Mais uma vez, venci na superação”, explicou o atleta de 29 anos.

“Esta foi uma competição bastante dura, até porque treinei só três semanas. Estou com muitas dificuldades para prosseguir minha carreira por falta de apoio financeiro. Um
patrocínio agora me ajudaria muito em 2004, ano que quero voltar a correr o Ironman Brasil Telecom, em Florianópolis, no mês de maio, entre os profissionais, e disputar, quem sabe, outra etapa do circuito mundial de Ironman, talvez na África”.

Manzan lembrou ainda que está dando aulas de inglês em Brasília, cidade em que voltou a residir depois de alguns meses vivendo em Santos, e que o dinheiro que ganha hoje é suficiente apenas para seu sustento e para fazer a inscrição em algumas provas.

“Uma das corridas que fiz questão de estar presente foi esta de Pirassununga, que eu adoro e é extremamente bem organizada”. Sobre o forte calor da cidade, ele ponderou: “Até gosto de provas em altas temperaturas; elas acabam nivelando por cima a disputa pela vitória”,opinou.

Quanto às competições de projeção mundial como Pan-Americano e Jogos Olímpicos, Manzan disse que o Pan de 2007, no Rio de Janeiro, e as Olimpíadas de Atenas, no ano que vem, e a de Pequim, em 2008 não estão entre suas prioridades, por não serem as que mais o agrada.

“Gosto de provas com distâncias maiores, como é o PowerBar Triathlon Long Distance. Isso sem falar nas determinações dos cartolas do triatlo, que estipulam a regra do vácuo e os percursos fechados,por exemplo, e não ouvem a opinião dos atletas,os personagens principais do esporte”, criticou.

“Sou fiel às origens da modalidade e fazer alguma coisa que não gosto me tira o prazer, portanto não faço”, completou.

Prova curta no sábado teve 220 participantes

A programação oficial em Pirassununga teve início neste sábado, com a realização do Short Distance, com 1 km denatação,22,5 km de ciclismo e 6 km de corrida.

O evento reuniu 180 competidores de todo o Brasil e, no masculino, a vitória foi de Carlos Lius Tonon(1h 11min 28seg); entre as mulheres, Célia Oliveira Barbosa foi a melhor (1h25min13seg).

Em 2004, o PowerBar Triathlon Long Distance terá três etapas: a “estreante” Cabo Frio (RJ), Ubatuba (SP) e Pirassununga (SP).

“Isso aconteceu em razão do crescimento do interesse por provas com longas distâncias. O evento de Cabo Frio será muito legal e vai completar um calendário bastante forte para os atletas”, explica Célio Balieiro, diretor da Cia. De Eventos, criadora e organizadora do evento.

O PowerBar Triathlon Long Distance 2003 contou com o apoio da Academia de Força Aérea de Pirassununga e Timex. O patrocínio foi de PowerBar e Reebok.

Fonte: ZDL de Comunicação

  
  

Publicado por em