Argentinos do Brasil brilham na Volta de São Paulo

A prova contra-relógio, válida pela sexta etapa, confirmou a grande expectativa que existia em torno de sua realização na Volta do Estado de São Paulo de Ciclismo. Três atletas de três equipes diferentes abriram mais de 1min30s de vantagem sobre os outros

  
  

A prova contra-relógio, válida pela sexta etapa, confirmou a grande expectativa que existia em torno de sua realização na Volta do Estado de São Paulo de Ciclismo. Três atletas de três equipes diferentes abriram mais de 1min30s de vantagem sobre os outros concorrentes e agora surgem como favoritos ao título da competição.

Os argentinos “brasileiros” Jorge Giacinti, da Memorial/ Santos, e Matias Médici, do Avaí/Florianópolis, ficaram com os dois primeiros lugares, com tempos de 32min19 e 32min21, respectivamente, enquanto o mineiro Pedro Autran Nicácio, da DataRo/Blumenau, terminou em terceiro (32min26) na prova disputada num circuito de 24,2 quilômetros, montado na cidade de São José do Rio Preto.

A chuva fina que caiu durante a manhã atrasou o início da prova, inicialmente marcada para as 7 horas. Por questão de segurança, os organizadores adiaram a bandeirada de largada para as 8h10, quando o circuito, especialmente o trecho utilizado da Rodovia Washington Luiz, estava mais seco.

Os cuidados tomados pela organização deram certo e nenhum acidente grave foi constatado na etapa de maior média de velocidade da competição, 44,930 km/h.

Giacinti, o novo líder da competição, Médici e Pedro Autran comemoram muito o desempenho na prova, que teve largada em frente ao Santuário Santa Rita de Cássia e chegada no outro lado da avenida Murchid Honsi.

Ao mesmo tempo que abriram vantagem, os três viraram alvo dos outros participantes e receberão marcação especial já nesta sétima etapa, que será disputada a partir das 7 horas desta sexta-feira, num percurso de 208,4 quilômetros entre São José do Rio Preto e Ribeirão Preto, passando pelas rodovias Washington Luiz, Nemésio Cadetti (Taquaritinga-Ribeirão Preto), Carlos Tonani (próximo a Jaboticabal). A chegada, estimada para o meio-dia, será em frente ao Novo Shopping Ribeirão.

“Estou feliz com a vitória e a liderança, mas não dá ainda para comemorar. Teremos duas etapas muito duras e mais três dias de competição pela frente”, comentou Jorge Giacinti, contratado no final de 2004 pela Memorial para substituir Nilceu Aparecido Santos, que se transferiu para a Scott/ Fadenp, de São José dos Campos.

“O percurso do contra-relógio foi muito seletivo e, por isso, tão poucos andaram na casa dos 32 minutos.”

Matias Médici concorda com seu compatriota. Considerado favorito para a prova, o campeão do Tour de Santa Catarina acha que ainda encontrará muitas dificuldades pela frente.

“A competição está bastante equilibrada e não há nada decidido ainda”, lembrou. “Teremos de trabalhar muito para manter a vantagem sobre os demais e para tentar assumir a liderança.”

Parente do ator Paulo Autran - Pedro Autran, parente distante do ator Paulo Autran, espera uma forte marcação a partir de agora e sabe que terá a ajuda de todos os integrantes de sua equipe.

“O pessoal, com certeza, vai me proteger nos últimos dias de competição”, disse o atleta, de 23 anos, que treina e mora em Belo Horizonte, referindo-se a Cássio de Paiva, Renato Seabra, Evandro Portela, Márcio Pinto e Cleberson Weber.

O técnico da DataRo/Blumenau, Antônio Hunger, garantiu que toda a estratégia da equipe foi montada em função de Pedro e da prova contra-relógio. “Ele treinou bastante para ir bem nesta prova. Agora, todos os atletas vão ajudá-lo”, garantiu o treinador. “Nos guardamos para esse momento da competição.”

Para o técnico Cláudio Diegues, da Memorial, o contra-relógio realmente mostrou os atletas que vão brigar pelo título. “O nível técnico da Volta de São Paulo já estava forte e agora crescerá ainda mais. Todo mundo vai atacar, tentando uma escapada”, observou o treinador, feliz com a contratação de Giacinti.”Ele é um atleta forte e comporá muito bem o grupo.”

A sexta etapa reuniu 119 dos 130 atletas que largaram no domingo na Cidade Universitária, em São Paulo. Os 99 primeiros deixaram a rampa de partida de um em um minuto, enquanto o intervalo entre as largadas dos últimos 20 participantes foi de dois minutos.

Os líderes da competição antes da sexta etapa não foram bem na prova contra-relógio. O argentino Emilio San Martin, da Monti, completou a distância em 35min08, enquanto André Grizante, da Extra, obteve o tempo de 35min45, devido a um pneu furado no início do circuito.

Na ação social, Volta do Estado de Ciclismo e Você realizada durante as etapas da competição, a cidade de São José do Rio Preto arrecadou 419 quilos de alimentos que foram entregues para o Fundo Social de Solidariedade da Prefeitura.

Classificação da sexta etapa – 24,2 km – média 44,930 km/h

1.- Jorge Giacinti (Memorial), 32min19

2.- Matias Médici (Avaí), 32min21

3.- Pedro Autran Nicácio (DataRo), 32min26

4.- Luiz Amorim (Scott/Fadenp), 33min51

5.- Magno Nazaret (Cesc/Nossa Caixa/Levorin), 33min52

Classificação geral após seis etapas

1.- Jorge Giacinti (Memorial), 16h08min36

2.- Matias Médici (Avaí), 16h08min44

3.- Pedro Autran Nicácio (DataRo), 16h08min49

4.- Mac Donald Fernandes (Cesc/Nossa Caixa/Levorin), 16h10min12

5.- Luiz Amorim (Scott/Fadenp), 16h10min14

Classificação por equipes

Sexta etapa

1.- Cesc/Nossa Caixa/Levorin, 1h41min55

2.- Scott/Fadenp, 1h42min12

3.- DataRo, 1h42min16

Geral

1.- Cesc/Nossa Caixa/Levorin, 48h31min04

2.- Scott/Fadenp, 48h31min21

3.- DataRo, 48h31min25

Meta Volante

Geral após seis etapas

1.- Sidnei Santos (Team América), 8 pontos

2.- Valter Ribeiro Jr. (Cesc/Nossa Caixa/Levorin), 5 pontos

3.- Mac Donald Fernandes (Cesc/Nossa Caixa/Levorin), 5 pontos

Prêmio de Montanha

Geral após seis etapas

1.- Mac Donald Fernandes (Cesc/Nossa Caixa/Levorin), 12 pontos

2.- Antonio Nascimento (Memorial), 10 pontos

3.- Daniel Rogelin, 9 pontos

Promessa Olímpica (ciclistas nascidos de 1982 a 1986)

Sexta etapa

1.- Magno Nazaret (Cesc/Nossa Caixa/Levorin), 33min42 – ficou em 5º no geral

Geral após seis etapas

1.- Mac Donald Fernandes (Cesc/Nossa Caixa/Levorin), 16h10min12, está em 4º no geral

A Volta Internacional do Estado de São Paulo de Ciclismo 2005 é uma realização e organização da Rede Globo e Yescom, com supervisão da Confederação Brasileira de Ciclismo, Federação Paulista de Ciclismo e União Ciclística Internacional.

O patrocínio é da Telefonica, com apoio da Levorin, Localiza, Governo do Estado de São Paulo, Secretarias Estaduais da Juventude, Esportes e Lazer, de Transportes, de Segurança Pública, Polícia Militar Rodoviária do Estado de São Paulo, prefeituras municipais de São Paulo, São José dos Campos, Atibaia, São Carlos, Bauru, São José do Rio Preto, Ribeirão Preto e Campinas, da Artesp, do DER, do Dersa e concessionárias Autoban, Autovias, Intervias, Triângulo do Sol, Centrovias, Rodovia das Colinas e Vianorte. A promoção e transmissão são da TV Globo e SporTV.

Fonte: ZDL de Comunicação

  
  

Publicado por em