Balneário Camboriú-SC terá a maior parede de escalada fixa do Brasil

Entre saltos de parapente e asa delta, desafios em trilhas suspensas nas copas das árvores (arvorismo), corridas de kart, mergulhos nas profundezas do mar, aventuras em rios de corredeiras (rafting), Santa Catarina, Estado referência turística nacional, d

  
  

Entre saltos de parapente e asa delta, desafios em trilhas suspensas nas copas das árvores (arvorismo), corridas de kart, mergulhos nas profundezas do mar, aventuras em rios de corredeiras (rafting), Santa Catarina, Estado referência turística nacional, desperta para mais um segmento: o turismo ligado aos esportes radicais e de aventura.

Com evidência em países como Estados Unidos, França, Alemanha e Suíça, o Brasil começa a explorar estas atividades com objetivo de fortalecer, qualificar e desenvolver o turismo, acompanhando os avanços mundiais.

Em Balneário Camboriú, cidade cuja economia está mais de 99% voltada ao turismo e principal destino catarinense, os esportes de aventura são mais algumas opções à disposição dos cerca de 1,5 milhão de pessoas que a visitam durante todo o ano.

Depois do lançamento do Parque de Aventuras (Complexo Unipraias Camboriú), a cidade revela mais uma grande atração: a maior (altura) parede de escalada fixa do Brasil.

Além de ser uma forma de lazer, a escalada é um esporte que beneficia na elevação da auto-estima, do auto-controle, desafio de medos, fuga do estresse e do sedentarismo. A parede, de 23 metros de altura, está localizada no Hotel Rieger, no centro de Balneário Camboriú.

Para a atividade, foram afixadas mais de mil agarras, onde é possível realizar inúmeros trajetos, além dos equipamentos de segurança como cordas, mosqueteiros, freios, fitas e cadeirinhas. O material resultou num investimento de mais de R$ 50 mil, importados principalmente, da Nova Zelândia – berço mundial do turismo de aventuras.

Todo o processo de montagem foi acompanhado por técnicos especializados, um deles, Gláucio Tavares com Diploma da Federação Francesa de Escalada como “Route Seter” (responsável pelos percursos realizados e abertura de vias através da disposição das agarras) e outro, Fábio Muniz, campeão brasileiro e terceiro colocado no mundial de escalada esportiva.

Segundo Gláucio Tavares, é possível realizar diferentes percursos em diversos graus de dificuldade, dependendo da faixa-etária e experiência de cada pessoa. “O trajeto pode ser feito por pessoas de todas as idades, tanto por crianças, jovens, adultos e terceira idade”, explica Gláucio.

O percurso pode chegar até 37 metros de extensão com duração de 5 a 20 minutos cada. No local, existem monitores devidamente treinados passando todas as instruções necessárias aos visitantes.

De acordo com a diretora do Hotel Rieger e idealizadora do projeto, Rosicler Rieger, esta é mais uma atração de Balneário Camboriú disponível tanto aos hóspedes do hotel quanto aos turistas e população em geral com objetivo de proporcionar uma atividade divertida, saudável e fortalecer a principal economia da cidade: o turismo.

Fonte: AssCom PM Balneário de Camboriú

  
  

Publicado por em