Brasil dá show no prólogo de mundial de rali na Argentina

O Brasil começou dando show no Por Las Pampas Rally, última etapa do Campeonato Mundial de Rally Cross Country que começou na segunda-feira em Córdoba, na Argentina. O piloto José Hélio venceu o prólogo da competição disputado na cidade turística de L

  
  

O Brasil começou dando show no Por Las Pampas Rally, última etapa do Campeonato Mundial de Rally Cross Country que começou na segunda-feira em Córdoba, na Argentina.

O piloto José Hélio venceu o prólogo da competição disputado na cidade turística de La Cumbre em um circuito bastante sinuoso, em trecho de serra, e com o piso liso forrado de cascalho fino. Ao todo foram 3.170 metros e Hélio completou o percurso em 3min17s.

Outros três brasileiros, dos seis que estão correndo, ficaram entre os dez primeiros: Ramon Volkart (6o, com 3min32s), Dimas Mattos (9o, com 3min38s), e Marcos Moraes terminou em décimo com 3min39s.

Carlos Ambrósio acabou em 13o (3min47s) e Sylvio Barros cruzou a linha de chegada empurrando a moto, terminando na 30a posição.

O sul-africano Alfie Cox ficou em quarto e o chileno Carlo de Gavardo foi o 17o. Ambos estão na lista dos melhores pilotos de rali da atualidade. Nos carros, Khalifa Al Mutaiwei
e Alain Ghehennec, dos Emirados Árabes, confirmaram o favoritismo e venceram o prólogo de BMW X5, o mesmo com que foram campeões do mundo por antecipação em 2004.

Antes da divulgação dos resultados oficiais, José Hélio não acreditava em um bom resultado. “Saímos pela manhã de Córdoba e lá a altitude era em torno de 490 metros, mas
em La Cumbre é mais que o dobro, com 1180.

A mudança brusca de altitude interfere na regulagem do carburador. Fiz o prólogo com a moto ‘engasgando’ e por isso não imaginei conseguir um tempo bom”, disse ele na chegada ao acampamento da competição. Ele corre pela equipe ASW Rally Team.

Mas nem todos os brasileiros tiveram tanta sorte no prólogo. Marcos Moraes, da equipe Dunas Race/Bike Box, caiu antes de completar um quilômetro de prova.

“Quando entrei numa curva, ela parecia ser mais aberta. A frente da moto escorregou e fui para o chão”, contou Moraes com pequena escoreação no cotovelo direito.

Mesmo com a queda, o piloto se levantou e continuou até a bandeirada, garantindo o décimo lugar. Outro que não teve sorte no prólogo foi Sylvio Barros. Faltando apenas 200 metros para o final quebrou a corrente da moto e ele não teve outra opção a não ser empurrá-la até a chegada.

Grande desafio -

Na terça-feira foi disputada a grande etapa do Por Las Pampas. Os pilotos sairam de La Cumbre e fizeram um deslocamento de apenas 11 quilômetros até Villa Giardino. Depois largaram para uma etapa cronometrada de 490,33 quilômetros.

Uma das grandes preocupações dos pilotos brasileiros é com o clima da região de La Cumbre – bastante quente e seco. “É preciso tomar cuidado para não desidratar”, afirmou Marcos Moraes.

Até a próxima sexta-feira, último dia da prova, os competidores vão percorrer 2.200 quilômetros no total, com 1.679 cronometrados por diversos tipos de terreno. Na terça-feira estiveram largando 30 motos e quadriciclos e 16 carros. Não há caminhões disputando o Las Pampas.

Resultados do prólogo

Motos/Quadriciclos

1. José Hélio (Brasil) – 3min17 – KTM 525

2. Lee Palmer (Áustria) – a 8s – KTM 660

3. Ricardo Leal (Portugal) – a 10s – Quadriciclo Yamaha
750

4. Alfie Cox (África do Sul) – 11s – KTM 660

5. Christian Beneke (Luxemburgo) – a 13s – Suzuki 400

6. Ramon Volkart (Brasil) – a 15s – KTM 525

7. Marcelo Miti (Argentina) – a 18s – Honda XR 650R

8. Marek Dabrowski (Polônia) – a 19s – KTM 660

9. Dimas Mattos (Brasil) – a 21s – KTM 525

10. Marcos Moraes (Brasil) – a 22s – Yamaha WR 450
13o Carlos Ambrósio (Brasil) – a 30s – Yamaha WR 450
30o Sylvio Barros (Brasil) – a 6min47 - KTM 525

Carros

1. Khalifa Al Mutaiwel/Alain Guehennec (Emirados Árabes) – 3min28s – BMW X5

2. Patxi Otaño/Leo Monti (Argentina) – a 9s – Toyota SW4

3. Gustavo Ramonda/Billy Young (Argentina) – a 11s –
Toyota SW4

4. Andres Memi/Daniel Trippar (Argentina) – a 20s –
Mitsubishi Pajero

4. Rodrigo Alenaz/Gonzalo Alenaz (Argentina) – a 20s –Jeep

Como foi a etapa de terça-feira

La Cumbre – La Cumbre

Deslocamento inicial: 11,04 km

Trecho cronometrado: 461,92 km

Deslocamento final: 17,37 km

Total do dia: 490,33 km

Fonte: VipComm Assessoria de Imprensa

  
  

Publicado por em