Brasil melhora posição no ranking da UCI após a Volta de São Paulo

O ciclismo brasileiro tem muito que festejar com a realização da Volta Internacional do Estado de São Paulo de Ciclismo 2004, encerrada neste domingo na Cidade Universitária. Além do retorno das grandes competições ciclísticas de estrada ao estado e d

  
  

O ciclismo brasileiro tem muito que festejar com a realização da Volta Internacional do Estado de São Paulo de Ciclismo 2004, encerrada neste domingo na Cidade Universitária.

Além do retorno das grandes competições ciclísticas de estrada ao estado e da vitória do cearense Antônio Nascimento, da equipe Memorial/Santos, o país ainda garantiu importantes pontos no ranking da União Ciclística Internacional (UCI) que vão ajudar a garantir a presença de mais atletas nos Jogos Olímpicos de Atenas, em agosto.

Os brasileiros somaram 85 pontos e conseguiram uma melhora de duas posições, subindo da 36ª para a 34ª colocação.

Vale lembrar que o Brasil já tem uma vaga assegurada, conquistada pelo catarinense Murilo Fischer, campeão do Mundial B da Suíça, em 2003.

Para conseguir enviar a equipe com três atletas para a Grécia, o país precisa estar entre os 30 melhores do mundo, condição que ficou mais próxima após os resultados da Volta de São Paulo. O prazo vai até o final de abril, após a realização da Volta do Rio de Janeiro.

`Pensamos em realizar os eventos no primeiro semestre justamente para possibilitar a busca dos pontos sem precisar ir para o exterior. A estratégia começou bem, pois conseguimos subir duas posições no ranking. Isso deverá motivar ainda mais os atletas para os demais eventos`, destaca José Luiz Vasconcellos, vice-presidente da Confederação Brasileira de Ciclismo (CBC). As próximas competições a contar pontos estão marcadas para março: as Voltas do Paraná e do Rio Grande do Sul.

Para uma estréia no calendário, a Volta de São Paulo foi além do esperado. O comissário-chefe da UCI no evento, Genaro Mercedes, da República Dominicana, confirmou no domingo que na próxima edição a prova vai mudar sua pontuação, passando dos atuais 2.5 para 2.3. Com isso, sobem a premiação e a representatividade, devendo aumentar também o interesse das equipes nacionais e
internacionais.

O governador de São Paulo, Geraldo Alckmin, também anunciou que a Volta do Estado passa a integrar o calendário oficial de eventos do estado.

“Já tivemos um apoio para lá de bom neste ano.Como evento oficial, a prova ganha um status ainda maior e deverá motivar muito mais gente”, destaca Thadeus Kassabian, diretor da Yescom, organizadora da prova.

O sucesso da Volta Internacional do Estado de São Paulo de Ciclismo 2004 é fruto do esforço de muitas pessoas. Os números da disputa são bastante expressivos e mostram a complexidade para que tudo transcorra em ordem durante toda a sua duração.

A caravana contou com 300 pessoas, incluindo médicos, fiscais, dirigentes, atletas e jornalistas, divididas em 50 veículos oficiais. Mais de mil integrantes da Polícia Militar Rodoviária, da Polícia Militar e funcionários das concessionárias estiveram trabalhando para garantir a segurança dos ciclistas.

No que diz respeito à infra-estrutura, os atletas também tiveram toda a assistência dos organizadores. Em cada uma das cidades-sedes havia um esquema de hospedagem para facilitar a vida dos ciclistas.

Para repor a energia consumida nos quase mil quilômetros pedalados sob altas temperaturas, foram preparadas mais de três toneladas de comida, além de muita água para a hidratação. Todo esse atendimento também contribuiu para a boa avaliação dos comissários da UCI.

A Volta Internacional do Estado de São Paulo foi uma promoção da Rede Globo, com organização da Yescom e patrocínio do Itaú e Telefônica. A supervisão foi da Confederação Brasileira de Ciclismo e Federação Paulista de Ciclismo, com apoio do Governo do Estado de São Paulo, Secretaria da Juventude, Esporte e Lazer do Estado de São Paulo, Secretaria do Estado de Transportes, Polícia Militar, Levorin, Fisk, Rodan, Hertz, prefeituras das cidades-sedes e concessionárias das rodovias. A transmissão foi da TV Globo, SporTV e TV Globo Internacional para 24 países.

Fonte: ZDL de Comunicação

  
  

Publicado por em