Brasileiro de Enduro Eqüestre tem peso maior na temporada 2003

O enduro eqüestre estará bastante movimentado no Brasil em 2003, com várias provas programadas. José Armando Garcia, diretor da modalidade na Confederação Brasileira de Hipismo, informou que serão realizadas 12 provas em nível nacional, sendo que cinco d

  
  

O enduro eqüestre estará bastante movimentado no Brasil em 2003, com várias provas programadas. José Armando Garcia, diretor da modalidade na Confederação Brasileira de Hipismo, informou que serão realizadas 12 provas em nível nacional, sendo que cinco dela serão válidas pelo ranking da Confederação Brasileira de Hipismo.

`O Campeonato Brasileiro será realizado em uma única prova, que acontecerá no dia 18 de agosto, no Estado de São Paulo, em cidade a ser definida. A novidade é que esta competição terá peso 20% maior do que as outras prova`.

Garcia informou ainda que haverá o ranking novamente e ele será um dos quesitos para definir a equipe adulta do Brasil, que disputará o Mundial de 2004. Além do ranking, outros aspectos também serão considerados para a escolha da equipe.

O dirigente ressaltou ainda que a Confederação Brasileira de Hipismo levará o enduro para todas as federações do Brasil.

`Estão confirmadas provas para Santa Catarina, Paraná, São Paulo, Rio de Janeiro, Minas Gerais e o Distrito Federal`.

O calendário de provas é o seguinte: 15 de março Brasília; 12 de abril Avaré; 17 de maio Bragança Paulista (SP); junho Minas Gerais; 20 de junho Santa Catarina; 12 de julho Paraná; 2 de agosto Rio de Janeiro; 16 de agosto São Paulo; 6 de setembro Minas Gerais; outubro Brasília; 11 de outubro São Paulo e 15 de novembro Paraná.

Fazendo uma avaliação do ranking da CBH, implantado em 2002, Garcia mostrou-se satisfeito e acredita que os objetivos foram atingidos.

`O ranking correspondeu às expectativas. O interesse dos cavaleiros foi preenchido. Além disso, o Brasil foi o único país da América do Sul que fez três provas válidas pelo Circuito Mundial Masters e com isso conseguimos trazer vários cavaleiros e amazonas de outros países, inclusive a campeã mundial Valery Canadi`.

Para José Armando, as competições realizadas no Brasil em 2002 foram muito boas, mostrando grande evolução dos cavaleiros e dos animais.

Em sua opinião, o fundamental foi a integração do país como um todo em função do enduro. `Essa integração só foi possível graças ao importante apoio do Dr. Camillo Aschar Júnior, presidente da Confederação Brasileira de Hipismo. Este incentivo e retaguarda que ele nos tem dado vem sendo fundamental para o desenvolvimento da modalidade no país`, completou.

REUNIÃO DA FEI

O veterinário e integrante da comissão técnica da equipe brasileira de enduro, Henrique Garcia viaja nesta quarta-feira (dia 5) para Paris, onde estará representando a Confederação Brasileira de Hipismo, em uma importante reunião da Federação Eqüestre Internacional (FEI).

Segundo José Armando neste evento serão apresentadas as novidades no regulamento da modalidade, mudanças de velocidade e serão passadas todas as informações e detalhes do Campeonato Mundial de Jovens Cavaleiros, que será disputado em setembro, na Itália. Também será discutido o Mundial Adulto, marcado para 1994, em local a ser definido.

Fonte: ROF

  
  

Publicado por em