Ceará sediou mostra de cinema sobre o rural brasileiro

O Ceará abrigou, entre 4 e 6 de junho, a II Mostra Sertão, Imagens e Movimento, um festival de cinema sobre o rural brasileiro. A mostra, realizada pela Superintendência Regional do Instituto Nacional de Colonização e Re

  
  

O Ceará abrigou, entre 4 e 6 de junho, a II Mostra Sertão, Imagens e Movimento, um festival de cinema sobre o rural brasileiro. A mostra, realizada pela Superintendência Regional do Instituto Nacional de Colonização e Reforma Agrária no estado, tem como temas a questão indígena, o meio ambiente, a reforma agrária e a religiosidade popular.

O projeto cultural e artístico valoriza a cultura indígena no processo civilizatório brasileiro, a convivência do homem com a terra em um processo auto-sustentável e a imensa contribuição dos movimentos religiosos populares nas transformações sociais, políticas, econômicas e culturais do País.

A exibição dos filmes e os debates foram em espaços que reuniram assentados da reforma agrária e comunidades indígenas, com presença ainda de jovens camponeses vindos do interior do Ceará e jovens da capital ligados aos movimentos sociais.

A mostra cinematográfica foi realizada no Centro Dragão do Mar de Arte e Cultura, em Fortaleza, no assentamento Coqueirinho, em Fortim, e na Aldeia Tapeba, em Caucaia.

A exibição estabeleceu assim um canal de mão dupla onde sertão e mar se abraçam, onde a tradição e a contemporaneidade se recriam, onde a compreensão da religiosidade popular e a prática transformadora andam de mãos dadas.

A Mostra Sertão, Imagens e Movimento é um novo movimento da cultura popular tradicional a partir do Projeto Arte e Cultura na Reforma Agrária.

Foi realizada também em comemoração dos 15 anos da realização do Cine Ceará. Peças teatrais, danças e leituras dramáticas, shows musicais, vídeos documentais, renovação do artesanato e novos programas educacionais diferenciados são algumas ações visíveis de um movimento mais profundo e transformador que religa a cultura dos sertões a uma contemporaneidade universalizada.

A I Mostra Sertão, Imagens e Movimento ocorreu no ano passado, durante o Cine Ceará. Foi uma ousada iniciativa do Ministério do Desenvolvimento Agrário (MDA), do Incra, do Núcleo de Estudos Agrários e Desenvolvimento Rural (Nead) e do Cine Ceará.

O resultado não poderia ter sido melhor: centenas de jovens camponeses vendo, discutindo e refletindo sobre uma grande diversidade de filmes ligados à terra e à reforma agrária, produzidos em várias regiões do Brasil.

Fonte: Ministério do Desenvolvimento Agrário

  
  

Publicado por em