Celso Ficagna comemora vaga no mundial de cross country

O fundista paranaense Celso Ficagna, da Equipe Pão de Açúcar BM&F de Atletismo, vai representar o Brasil no Campeonato Mundial de Cross Country, que acontece na Bélgica, em março. No sábado, Ficagna foi o brasileiro mais bem colocado nos 4 km da Copa

  
  

O fundista paranaense Celso Ficagna, da Equipe Pão de Açúcar BM&F de Atletismo, vai representar o Brasil no Campeonato Mundial de Cross Country, que acontece na Bélgica, em março.

No sábado, Ficagna foi o brasileiro mais bem colocado nos 4 km da Copa Brasil de Cross, disputada em Macaé (RJ), com o tempo de 11min29s. A prova, também válida pelo Sul-Americano, teve vitória do argentino Juan Oswaldo Suarez, com 11min26s, seguido pelo equatoriano Byron Piedra, 11min27s.

“Conseguir a vaga para o Mundial era um dos meus objetivos, assim como fazer uma avaliação do trabalho que estou realizando na temporada. O resultado foi satisfatório e, agora vou seguir minha preparação para
tentar o índice olímpico dos 3 mil metros com obstáculos”, afirmou Celso, natural de São Jorge do Oeste.

O Mundial de Bruxelas será o segundo na carreira de Celso Ficagna. Em 2000, ele participou da competição realizada em Portugal, mas reconhece que o resultado ficou abaixo do esperado.

“Não terminei sequer entre os 100 primeiros, mas valeu a experiência. Os atletas europeus têm uma temporada inteira de Cross,o que é uma grande vantagem. Mas, com um tempo um pouco abaixo do que consegui em Macaé, acredito que consiga ficar entre os 50 melhores do mundo”, afirmou.

Depois de competir na Bélgica, Celso e o seu treinador Ricardo D’Angelo devem finalizar a preparação visando o índice olímpico no exterior. O técnico gostou do desempenho do atleta na Copa Brasil,principalmente pelos aspectos técnicos da prova.

“Penso que o tempo do Celso foi muito bom devido à dificuldade do percurso, que contou com lama, terra e asfalto. Isso sem falar no calor que fez durante a prova”, destacou.

Celso Ficagna deve voltar a competir no início de março, em Americana, nos 3 mil metros com obstáculos.“Ainda estou no trabalho de base. Por isso, consigo manter a velocidade praticamente constante, mas não dá para impor um ritmo mais forte na hora decisiva”, explicou o fundista, sexto colocado na Corrida de São Sebastião, com percurso de 10 km, disputada em janeiro, no Rio.

Outro destaque da Equipe Pão de Açúcar BM&F em Macaé foi João Augusto Stingelin, terceiro na Copa Brasil e quinto no Sul-Americano nos 8 km juvenil, com o tempo de 26min25s.

Na mesma prova, Gilfran das Chagas Rodrigues terminou na 11ª colocação da Copa Brasil, com 28min13s. Já Thiago Felipe Mota Cipriano e Vinicius José Campos Lopes também disputaram os 4 km e terminaram na 10ª e 19ª posições, respectivamente.

Fonte: ZDL de Comunicação

  
  

Publicado por em