Maior prova de corrida de aventura da América Latina teve início na Costa do Dendê

A largada do Ecomotion/Pro, a maior corrida de aventura da América Latina começou no domingo (17/10) e vai até o dia 23 na Costa do Dendê, sul da Bahia. A competição terá 435 quilômetros que devem ser percorridos em até seis dias e cinco noites sem pa

  
  

A largada do Ecomotion/Pro, a maior corrida de aventura da América Latina começou no domingo (17/10) e vai até o dia 23 na Costa do Dendê, sul da Bahia.

A competição terá 435 quilômetros que devem ser percorridos em até seis dias e cinco noites sem parar em sete modalidades. Pela primeira vez a prova fará parte do AR World Series, o circuito mundial de corridas de aventura, e vai distribuir 50.000 dólares em prêmios

Cinquenta equipes, sendo 12 do exterior, estão inscritas no evento. A disputa começou no domingo com um prólogo em canoas caiçaras, típicas da região, na Enseada da Barra Grande. Quem chegar na frente poderá retirar
primeiro o mapa do roteiro junto à organização.

A grande vantagem é que os ponteiros terão mais tempo para estudar o trajeto e traçar as melhores estratégias. O tempo limite de prova será no final da tarde de sábado, dia 23. A chegada será em Itacaré.

“Estamos vivendo uma grande expectativa com a chegada das equipes de vários continentes e terminando de montar a arena”, afirmou Said Aiach Neto, diretor da Ecomotion Outdoors Sports Marketing, empresa organizadora do evento.

“Estamos acertando todos os detalhes, inclusive da festa de abertura, no sábado à noite, na qual foram realizados vários shows folclóricos. Foi uma grande reunião cultural e tecnológica, pois os competidores estavam equipados com o que há de mais moderno para a prática da corrida de aventura”, disse Said.

Os participantes deverão enfrentar 42,5 quilômetros de canoa caiçara, 185,2 de mountain bike, 86 metros de altura de técnicas verticais (subir e descer obstáculos
naturais, como penhascos e paredes de pedra, usando cordas), dois quilômetros de rafting (descer rios com corredeiras em botes infláveis ou atravessá-los remando),107,5 de trekking, 56,1 de caiaque duplo e finalmente mais 52 de caiaque inflável.

Os competidores deverão passar por 29 PC´s (postos de controle). Segundo Said, o grande diferencial da prova este ano será a canoagem.

“Esta região não tem grandes diferenças de relevo. A parte de remo será decisiva. Quem souber traçar a melhor estratégia, utilizando as diferenças de maré, irá se dar bem. Dependendo da navegação executada, algumas equipes estarão remando a favor e outras contra a corrente”, disse.

Said destacou também o fato da competição estrear no circuito mundial. “Está sendo muito importante porque o Brasil será visto em todo o mundo. Além disso, a prova e seus participantes serão ainda mais valorizados”, afirmou.

Solidariedade :

Além da competição, o Ecomotion/Pro realizará ações sociais em seis cidades da região em que será realizada a prova. Um pediatra irá realizar atendimentos médicos. Além disso, a garotada receberá noções de higiene bucal e saúde por meio de um teatrinho e outras atividades.

Fonte: Vipcom

  
  

Publicado por em