Nova York sediará o mais disputado campeonato de tênis do ano

No total, serão distribuídos USD 34,3 milhões (R$ 78,2 milhões) entre todos os tenistas participantes

  
  

Para os fãs de tênis, o US Open (ou Aberto dos Estados Unidos) é um dos eventos mais importantes do ano. Durante o torneio, o mais badalado do mundo, pessoas de todos os lugares do globo vão à Nova York para assistir às maiores lendas do esporte em ação – e bem de perto.

A magia também fica por conta do ambiente, que faz qualquer um vibrar junto com a torcida a cada ponto marcado. Afinal, um duelo de raquetes sob o indescritível céu de Nova York em pleno verão é, no mínimo, empolgante.

Este ano, a competição – que acontece no complexo de Flushing Meadows, segundo maior parque público da cidade americana –promete ser ainda mais acirrada, visto que a organização do evento anunciou premiação recorde para 2013, que marca a 40ª edição de prêmios de igual valor para homens e mulheres.

Os campeões do torneio de simples masculino e feminino ganharão USD 2,6 milhões (R$ 5,9 milhões) cada um, USD 700 mil (R$ 1,5 milhão) a mais do que receberam os vencedores em 2012 – o britânico Andy Murray e a norte-americana Serena Williams.

No total, serão distribuídos USD 34,3 milhões (R$ 78,2 milhões) entre todos os tenistas participantes, um aumento de cerca de 40% em relação ao ano passado.

O torneio, que marca o último Grand Slam da temporada 2013, já divulgou os cabeças de chave. A lista dos favoritos do campeonato seguiu o ranking da Association of Tennis Professsionals (ATP) e, portanto, coloca o sérvio Novak Djokovic como principal candidato e o espanhol Rafael Nadal como número 2.

Já o suíço Roger Federer, pentacampeão do torneio, será o número 7, sua pior classificação desde 2002. O brasileiro Thomaz Bellucci, que ocupa a 116º posição no ranking, não é favorito, mas marcará presença na chave principal da competição no piso rápido. No simples feminino, Serena Williams é a cabeça de chave número um – como já era previsto.

Possivelmente um dos duelos mais aguardados da competição, o jogo entre Nadal e Djokovic – os dois principais tenistas da atualidade – só acontecerá caso cheguem à decisão.

Djokovic, que venceu em 2011, busca seu segundo título nos Estados Unidos, assim como Nadal, campeão em 2010.

Federer, que não está em uma boa fase atualmente, entra na disputa pelo sexto troféu – sua última vitória no US Open foi em 2008.

Já o britânico Andy Murray, terceiro melhor do mundo e campeão em 2012, lutará para chegar ao lugar mais alto do pódio mais uma vez em Nova York.

Para acompanhar bem de perto este evento esportivo fascinante que promete grandes emoções e reviravoltas, a dica é hospedar-se em um dos hotéis da rede Apple Core, localizados nas melhores regiões de Nova York, na Ilha de Manhattan, com fácil acesso aos principais pontos da cidade.

Todos possuem facilidades como café da manhã continental, academia, Business Centers 24 horas, jornais diários de segunda a sexta-feira, Internet wi-fi gratuita e ligações sem custo para qualquer parte dos Estados Unidos.

O The Hotel @ Times Square e o Broadway @ Times Square, por exemplo, ficam a apenas alguns minutos de caminhada do Grand Central Terminal, Rockefeller Center, da Times Square, do Museu de Arte Moderna e das lojas da Quinta Avenida.

Já o Nyma, the New York Manhattan hotel localiza-se no vibrante bairro de Midtown, entre a 32nd Street e a Quinta Avenida, a poucos passos de distância da gigantesca loja de departamentos Macy’s.

Outra ótima opção é o La Quinta Manhattan, que possui 182 acomodações num prédio de arquitetura em estilo parisiense.

Para completar a oferta, o Ramada New York/Eastside situa-se no requintado bairro Murray Hill, a poucos minutos do Empire State Building, Madison Square Garden, Grammercy Park e Union Square.

Visite: www.revistaecotour.com.br

Fonte: Nicole Martini

  
  

Publicado por em