Robert Scheidt lidera a classe Laser e está próximo do tricampeonato no Pan

Com seis vitórias em seis regatas disputadas na classe Laser dos Jogos Pan-Americanos de Santo Domingo, o iatista brasileiro Robert Scheidt, hexacampeão mundial e duas vezes medalhista olímpico, está próximo da terceira medalha de ouro pan-americana.

  
  

Com seis vitórias em seis regatas disputadas na classe Laser dos Jogos Pan-Americanos de Santo Domingo, o iatista brasileiro Robert Scheidt, hexacampeão mundial e duas vezes medalhista olímpico, está próximo da terceira medalha de ouro pan-americana.

Na metade do campeonato, a vantagem do brasileiro para o segundo colocado, o argentino Diego Romero, é de 11 pontos.

“As coisas aconteceram conforme eu planejei até o momento. Mas sei que a vantagem não pode se transformar em excesso de confiança porque nada está ganho. Descansei bastante nesta quinta e espero dar mais um passo rumo ao tricampeonato nas regatas de sexta-feira”, declarou o iatista, de 30 anos, patrocinado pelo Banco do Brasil, Bingo Augusta, Varig e Volvo Car Brasil e integrante da Equipe Petrobras de Vela.

Além de dominar as regatas já realizadas no Club Náutico de Santo Domingo, localizado na praia de Boca Chica, a 35 km da vila pan-americana, Scheidt tem contado com a `ajuda` do canadense Bernard Luttmer e do chileno Mathias Del Solar, que se revezaram com Romero na segunda, terceira e quarta posições das provas.

Atual 95º colocado do ranking da Federação Internacional de Vela (ISAF), Diego Romero sempre foi a principal preocupação de Scheidt, segundo do ranking, na briga pela medalha de ouro no Pan.

Número um do iatismo argentino, Romero conseguiu vencer Scheidt por um ponto e ficar com o título do Campeonato do Hemisfério Sul, disputado em dezembro passado em São Sebastião, litoral norte de São Paulo.

Em Santo Domingo, ainda sem contar os descartes, Romero acumula 17 pontos perdidos (três segundos, um terceiro e dois quartos lugares). Terceiro colocado com 19 pontos perdidos, o canadense Bernard Luttmer chegou uma vez em segundo, quatro em terceiro e uma vez em quinto. Já Solar foi desclassificado em uma das duas regatas de terça-feira, acabou penalizado em 16 pontos e acumula 32 pontos perdidos.

Estão programadas mais seis regatas entre sexta-feira e domingo, sendo duas por dia. Caso as 12 regatas inicialmente programadas sejam realizadas, todos os 15 iatistas inscritos na classe Laser terão direito a um descarte do pior resultado. Se forem disputadas menos de 12 provas, apenas um descarte será permitido.

Fonte: ZDL de Comunicação

  
  

Publicado por em