Campeões do Circuito Ilhabela Copa Mitsubishi Motors de Vela de 2008 serão definidos a partir deste final de semana

Além das regatas de barla-sota, a última etapa terá um evento muito especial: a 8ª Regata Volta a Ilhabela Sir Peter Blake

  
  

Depois de quatro etapas, muito equilíbrio e boas regatas, os campeões do 8º Circuito Ilhabela Copa Mitsubishi Motors de Vela de 2008 serão definidos a partir deste final de semana, no Yacht Clube de Ilhabela (YCI). A quinta e última etapa da competição, que prossegue nos dias 6 e 7 de dezembro, promete provas de alto nível em todas as classes convidadas.

Na ORC Internacional, por exemplo, que reúne os barcos maiores e mais rápidos, Loyal/Red Nose, comandado por Marcelo Massa, tem apenas um ponto de vantagem sobre o Handycam, de Marcos Ferrari, atual campeão paulista e vencedor do 7º Circuito Ilhabela de Vela Oceânica.

A classe terá ainda a participação de muitos outros veleiros como o Orson, Jazz e Montecristo, Land Rover e Triksu. “A minha briga será pelo terceiro lugar”, comentou Carlos Eduardo Souza e Silva, comandante do Orson, um Malbec 360. “Nossa tripulação está cada vez mais entrosada e conseguindo melhor rendimento.”

Além das regatas de barla-sota, a última etapa terá um evento muito especial: a 8ª Regata Volta a Ilhabela Sir Peter Blake, marcada para o dia 6 de dezembro. Marcos Ferrari, comandante do Handycam, um Farr design único de 42 pés, garante que a Volta a Ilhabela é uma das provas mais esperadas do circuito.

“É um desafio muito especial. Além da disputa em si, a prova tem um visual incrível”, lembrou o velejador do barco atual campeão da prova sobre a regata de cerca de 30 milhas náuticas (ou aproximadamente 55 quilômetros).

“Estamos certos que a última etapa será muito competitiva, já que temos vários veleiros disputando várias classes por pouquíssima diferença de pontos, e teremos também a 8ª Regata Volta a Ilhabela, tradicionalmente também muito disputada e com premiação própria”, comentou José Nolasco, Diretor de Vela do YCI, que organiza, realiza e é sede do evento.

Entre os veleiros de outras classes com participação assegurada estão Realizado, Kawabunga, Max, DasluHomem/Aventura, Frattina/Xereta, Jambock, BL3, Jylic e Fandango. Líder da classe HPE25, com dois pontos de vantagem sobre o Frattina/Xereta, o comandante José Octávio Mendes Vita, do DasluHomem/Aventura, comemora o bom desempenho em seu primeiro ano com o barco.

“Ganhar esta competição será um sonho e vamos fazer de tudo para vencer. Faturar o título em nosso primeiro ano será muito legal”, disse o comandante. “Além do mais, me diverti muito. Pude velejar com meus filhos, integrar a família no esporte.”

O YCI convida as seguintes classes para o evento: ORC Internacional, ORC Club, BRA-RGS/SP, HPE25 e Bico de Proa. As inscrições serão feitas no YCI, nesta sexta-feira das 18h30 às 22h30 e no sábado das 8h30 às 10h30, na Secretaria do clube.

Classificação parcial da Copa Mitsubishi, após quatro etapas com descarte

ORC Internacional
1- Loyal/Red Nose - 30 pontos perdidos
2- Handycam - 31
3- Touché/Safra - 57
4- Orson – 57
5- Montecristo - 68

ORC Club 600
1- Realizado - 16 pp
2- Kawabunga - 34
3- Asbar II - 46

ORC Club 700
1- Max - 19 pp
2- Tango II - 23
3- Saruê - 46

HPE25
1- DasluHomem/Aventura – 31pp
2- Frattina/Xereta – 33
3- Dry Martini – 40

RGS A
1- Jambock - 33 pp
2- BL3 - 40
3- Jylic - 48

RGS B
1- Fandango - 15 pp
2- Cabaret - 41
3- Toy - 46

Bico de Proa
1- Devaneio - 19 pp
2- Elmo – 21

Fonte: João Pedro Nunes / ZDL

  
  

Publicado por em