Reijers Rally Team mantêm cautela e conquista o 4º lugar no 1º Rally da Independência

O roteiro passou pelas fazendas Ponta Grossa e Água Clara, dedicadas ao reflorestamento de pinus.

  
  
Cerca de 80% do roteiro passou por região de serra

Tinha tudo para ser uma disputa eletrizante, mas a chuva estragou o terreno que prometia emocionar os competidores e o público, num verdadeiro espetáculo de velocidade. A 3ª etapa do Campeonato Brasileiro de Rally Cross-Country, aconteceu no dia 6 de setembro, em Curitiba, PR, que em referência ao dia da Independência (7 de setembro), recebeu o nome de 1º Rally da Independência.

Pela primeira vez na capital paranaense, o evento registrou um grid de 22 duplas, sendo que apenas 17 conseguiram terminar o percurso de 127 quilômetros (originalmente foram levantados 165 quilômetros, mas em virtude da chuva, o piso ficou sem condições de tráfego). O roteiro passou pelas fazendas Ponta Grossa e Água Clara, dedicadas ao reflorestamento de pinus.

Para Roberto Reijers e Rogério Almeida, a prova foi bastante desgastante. “Estava liso demais e, por isso, foi impossível acelerar do jeito que estamos acostumados. O carro escorrega muito e com a quantidade de precipícios que existiam ao longo de todo o caminho, era preciso ter cautela. Mas o rali é igual para todo mundo, se não fosse a chuva, a disputa seria bem interessante”, falou o piloto.

Cerca de 80% do roteiro passou por região de serra com muitas subidas e descidas, com trilhas estreitas e fechadas, erosões e pedras. Além disso, a neblina atrapalhou a visibilidade. “Tudo isso nos deixou inseguros, não havia outra estratégia, se não apenas conduzir o carro em baixa velocidade. Num piso com lama e totalmente escorregadio, é fácil viramos “passageiros do carro”. Mesmo a tração reduzida acionada foi complicado controlar a direção”, explicou o navegador, que falou que sob aquelas condições o objetivo era terminar a disputa e pontuar.

E com este pensamento, a Reijers Rally Team terminou na quarta colocação na Geral, com o tempo de 2 horas 37 minutos e 34 segundos. “Estamos bem satisfeitos, pois mesmo com tantas dificuldades, a picape não apresentou um problema sequer e soubemos onde evitar riscos e onde recuperar tempo. Isso significa que nosso time tem obtido progressos a cada etapa”, concluiu Reijers.

O Rally da Independência foi vencido por Jean Azevedo e Youssef Haddad, seguidos por Fellipe Bibas e Emerson Cavassin e, Mauricio Neves e Clécio Maestrelli, em segundo e terceiro lugar, respectivamente.

O time soma agora 24 pontos no certame e recuperou uma posição na categoria T1, ocupando agora a 5º posição, cinco pontos atrás do 4º colocado, Adriano Leão e Rodrigo Costa. O próximo desafio é a Copa RallySP, que acontece nos 27 e 28 de setembro, em Taubaté, SP, com o 6º Rally dos Bandeirantes, válido pelas 6ª e 7ª etapas, que decidirão os campeões da temporada 2008.

Classificação Geral do Rally da Independência:

1º Jean Azevedo/ Youssef Haddad, 2h 20min38s
2º Fellipe Bibas/Emerson Cavassin, 2h 22min49s
3º Mauricio Neves e Clécio Maestrelli, 2h23min03s
4º Roberto Reijers/Rogério Almeida, 2h 37min34s
5º Oscar Bibas/Leandro Ferrarini, 2h40min25s

Fonte: Assessoria de Imprensa Reijers Rally Team

  
  

Publicado por em