Daniel Soeiro venceu a sexta etapa da Volta de São Paulo

O mineiro Daniel Soeiro, da equipe Extra Caloi Suzano, venceu ontem a sexta etapa da Volta Internacional do Estado de São Paulo. Ele completou os 86,3 quilômetros entre as cidades de Araraquara e Ribeirão Preto em 1h58min19, depois de comandar uma fuga no

  
  

O mineiro Daniel Soeiro, da equipe Extra Caloi Suzano, venceu ontem a sexta etapa da Volta Internacional do Estado de São Paulo. Ele completou os 86,3 quilômetros entre as cidades de Araraquara e Ribeirão Preto em 1h58min19, depois de comandar uma fuga nos últimos 40 quilômetros de prova.

O paulista Patrique Azevedo, também da Extra Caloi, ficou em segundo lugar, seguido do norte-americano Tim Larkin, da Toshiba Aerospace Engineering.

O catarinense Márcio May, da Memorial/Santos, chegou no pelotão principal e manteve a liderança na classificação geral, com 28 segundos de vantagem sobre Breno Sidotti, da Scott/Fadenp/São José dos Campos, segundo colocado.

A sexta etapa foi bem diferente das anteriores, disputadas diretamente de uma cidade para outra. Desta vez, o pelotão de cem ciclistas correu um trecho de cinco quilômetros entre o centro de Bauru e a Rodovia Comandante João Ribeiro de Barros.

O vencedor foi Patrique Azevedo, seguido de José Aparecido dos Santos (Extra Caloi Suzano) e do uruguaio Alem Rayes. Na rodovia, a caravana percorreu um trecho de 130 quilômetros neutralizados em comboio de carros
até a saída 82 da Rodovia Antônio Machado Sant’Anna, em Araraquara, de onde os atletas fizeram a relargada seguindo para Ribeirão Preto.

A sétima etapa da competição, que será disputada nesta sexta-feira, também será bastante diferente. A caravana ficará mais um dia em Ribeirão Preto e os ciclistas vão disputar uma prova contra-relógio individual, de 23 quilômetros, com largada e chegada em frente ao Ribeirão Shopping.

Luís Amorim, da Scott/Fadenp/São José dos Campos, campeão brasileiro da especialidade, é considerado o favorito, juntamente com Márcio May e o argentino Cláudio Flores, tricampeão nacional nesta prova.

A disputa prevê a saída individual de cada atleta, que deverá percorrer 23 quilômetros no menor tempo possível. Na busca da volta mais rápida, os participantes utilizam rodas fechadas, guidões diferentes e capacetes aerodinâmicos, que ajudam a ganhar segundos preciosos e dão um colorido especial à prova, “Também sei vencer” Sob sol forte, um calor de mais de 30 graus e diante de um público estimado em mais de 800 pessoas, Daniel Soeiro foi muito festejado ao cruzar a linha de chegada na avenida Presidente Kennedy.

Emocionado, o atleta de 25 anos comemorou muito a sua primeira vitória numa volta internacional. “Estava precisando de um resultado assim. Estou trabalhando muito, mas mostrei para os outros que também sei vencer”, disse o atleta que mora em Guarulhos e treina normalmente na Rodovia Fernão Dias. “Estou procurando meu espaço no ciclismo e fazendo muita força para evoluir.”

Soeiro, chamado de Boy pelos companheiros de esporte, contou com a ajuda de Patrique Azevedo, que o ajudou na fuga do pelotão.

“Depois de quatro dias de competição todos estamos um pouco cansados. Foi preciso ter muita raça”, comentou o ciclista, que acha a etapa desta sexta-feira decisiva. “O contra-relógio é um prova importante, que pode alterar a classificação.”

Os cinco primeiros colocados da sexta etapa foram os seguintes: 1º Daniel Soeiro (Extra Caloi Suzano), 1h 58min 19, 2º Patrique Azevedo (Extra Caloi Suzano), mesmo tempo, 3º Tim Larkin (Toshiba/EUA), 1h58min25; 4º Armando Camargo (SAP/São Lucas/ Mônaco/ Americana), mesmo tempo, e 5º Antônio Nascimento (Memorial/ Santos), mesmo tempo.

A classificação geral após a sexta etapa ficou assim: 1º Marcio May (Memorial/ Santos) , 16h28min08; 2º Breno Sidotti (Scott/Fadenp/SJ dos Campos), 16h28min36, 3º Roberson Figueiredo (DataRo/SC), 16h28min42; 4º Alejandro Borrajo (ARG), 16h28min44; e 5º José Aparecido dos Santos (Extra/Caloi/ Suzano), 16h28min48.

Na disputa por equipes, a seleção da Argentina manteve a liderança, com 49h27min04, seguida da Scott/Fadenp/SJ Campos, com 49h27min06, Memorial/Santos, com 49h27min08, Extra/Caloi/Suzano, 49h27min24, e Toshiba/ EUA, 49h27min37.

Grizante, campeão

O paulista André Grizante, do Extra Caloi Suzano, tomou um susto nesta quinta-feira ao sofrer uma queda no quilômetro final da etapa, já em Ribeirão Preto. Apesar disso, o atleta já pode comemorar o primeiro título da competição: o de campeão de meta volante.

Ele venceu a meta desta quinta-feira, soma 20 pontos e não pode mais ser alcançado. Fabiele Mota, da Vimoto/Rio de Janeiro, e Hamilton Souza, da SAP/São Lucas/ Mônaco/ Americana, dividem o segundo lugar, com 8 pontos.

No Prêmio de Montanha, ao contrário, a disputa segue equilibrada. Antônio Nascimento lidera com 12 pontos, seguido por Patrique Azevedo, com 10, e Douglas Moi, do Avaí/FME Florianópolis/Zita, com 8. Essa briga deve persistir nas duas etapas finais de sábado e domingo.

A Volta Internacional do Estado de São Paulo é uma promoção da Rede Globo, com organização da Yescom e patrocínio do Itaú e Telefônica.

A supervisão é da Confederação Brasileira de Ciclismo e Federação Paulista de Ciclismo, com apoio do Governo do Estado de São Paulo, Secretária da Juventude, Esporte e Lazer do Estado de São Paulo, Secretaria do Estado de
Transportes, Polícia Militar, Levorin, Fisk, Rodam, Hertz, prefeituras das cidades-sedes e concessionárias das rodovias. A transmissão é da TV Globo, SporTV e TV Globo Internacional para 24 países.

Fonte: ZDL de Comunicação

  
  

Publicado por em