Deficientes físicos praticam esportes de aventura na Adventure Fair

Nesta segunda-feira, a partir das 15 horas, aventureiros especiais fazem uma apresentação na Adventure Sports Fair para o Ministro do Turismo, Walfrido dos Mares Guia. Nathalia Vieira No Adventure Park, espaço que reúne as atrações na feira, cinc

  
  

Nesta segunda-feira, a partir das 15 horas, aventureiros especiais fazem uma apresentação na Adventure Sports Fair para o Ministro do Turismo, Walfrido dos Mares Guia.

Nathalia Vieira

No Adventure Park, espaço que reúne as atrações na feira, cinco deficientes físicos praticarão rapel, caiaque, tirolesa, escalada e bike, para mostrar que toda atividade pode ser adaptada.

Cada aventureiro especial fará um das atrações carregando uma mochila que será passada entre eles até ser entregue ao ministro Walfrido dos Mares Guia por Dadá Moreira, jornalista, fotógrafo, deficiente físico e idealizador da organização não-governamental Aventura Especial.

Segundo o último censo do IBGE, o Brasil tem 24,5 milhões de pessoas com algum tipo de deficiência e um dos objetivos da ONG é conscientizar empresários da indústria do turismo a adaptar seus estabelecimentos, destinos e atividades para receber o turista especial.

No site www.aventuraespecial.com.br já está disponível um pequeno guia de destinos, que conta com operadoras de turismo e de esportes de aventura, além de hotéis e pousadas capazes de atender aos aventureiros especiais.

Em São Paulo as opções são Brotas, Campos do Jordão, Ilhabela e Socorro; no Rio de Janeiro, Ilha Grande, Trindade, Visconde de Mauá. Outros estados oferecem Jericoacoara, no Ceará, Chapada dos Guimarães e Pantanal (ambos no Mato Grosso), todos devidamente visitados e testados por Dadá Moreira.

“Utilizar novamente o corpo com prazer na prática de atividades físicas ligadas à natureza resgatam a auto-estima e invertem a imagem de piedade e negativismo normalmente carregada por um deficiente físico.

Hoje, os portadores de deficiência no Brasil não encontram condições favoráveis para praticar essas atividades, seja pela condição financeira, acessibilidade aos locais, preconceito ou por falta de oportunidades e incentivo”, diz Moreira, que acredita na força deste mercado ainda pouco explorado.

Serviço:
Data: Até quarta-feira, dia 11/08
Local: Pavilhão da Bienal do Ibirapuera (Av. Pedro Álvares Cabral, s/n, portão 3)
Valor do ingresso: R$ 12,00 - não há descontos para estudantes (menores de 10 e maiores de 65 anos não pagam entrada)
Horários: Das 14 às 22 horas.
Bolsões de Estacionamento: A Adventure Fair tem quatro bolsões para facilitar o acesso do público à feira: Palhinha (privado e com seguro, que custa R$ 10,00) - av. Pedro Álvares Cabral, 2; Night and Day (privado e com seguro, que custa R$ 10,00) - av. Dr. Dante Pazzeanese, 120; Modelódromo - rua Curitiba, 292; e dois no Ginásio do Ibirapuera (privados e com seguro) - rua Manoel da Nóbrega, 1.361 e rua Marechal Estênio de Albuquerque Lima, s/nº.

  
  

Publicado por em

Rafael

Rafael

24/11/2008 10:36:56
Olha eu acho muito bom isso

Rosiane

Rosiane

10/09/2008 15:06:33
eu achei muito bom ate mandei emprimir
beijos