Elias Bastos venceu a Maratona de Miami

O fundista Elias Bastos venceu neste domingo a Maratona de Miami com muita concentração e determinação. O atleta da equipe Pão de Açúcar/Clube BM&F de Atletismo esteve entre os primeiros colocados durante toda a prova e, nos momentos finais, desgarrou-se

  
  

O fundista Elias Bastos venceu neste domingo a Maratona de Miami com muita concentração e determinação. O atleta da equipe Pão de Açúcar/Clube BM&F de Atletismo esteve entre os primeiros colocados durante toda a prova e, nos momentos finais, desgarrou-se do pelotão com uma arrancada para manter o aproveitamento de 100% do Brasil na terceira edição da corrida.

Seu tempo foi de 2h17min26seg, dez segundos à frente do venezuelano Freddy Alvarado. José Gutemberg, outro brasileiro, foi o terceiro, com 2h17min38seg.

Essa é a primeira vitória internacional de Bastos neste ano, depois de ter feito uma preparação especial em Taipa, na Colômbia, a exemplo do medalhista olímpico Vanderlei Cordeiro de Lima.

“Me senti bem por todo o percurso. Minhas pernas estavam respondendo bem. Treinei muito forte na Colômbia visando esta prova e graças a Deus me senti muito bem”, disse o fundista.

“O Elias cumpriu à risca a estratégia que combinamos. Praticamente dominou a prova desde o início e teve paciência para se manter entre os líderes até a milha 23, quando se separou do venezuelano Freddy Alvarado”, disse o treinador Ricardo D’Ângelo.

O técnico conta que Bastos precisou ficar calmo quando os compatriotas Genílson da Silva e Edmilson Rodrigues, nos km 15 e 26, respectivamente, tentaram escapar, mas acabaram ficando para trás. Além da concentração nos adversários, Elias teve que respirar fundo para ignorar uma bolha no pé esquerdo.

“Essa bolha me atrapalhou desde o km 18, mas sempre pensei na superação. Agora vou descansar e seguir em frente já pensando na próxima”, disse o atleta, mais aliviado.

A prova foi disputada com temperatura de 20ºC, com umidade de aproximadamente 100%, o que impediu tempos mais rápidos, segundo D’Ângelo. O técnico também destacou a relevância da preparação realizada na Colômbia.

“O treinamento que Elias fez na altitude em Paipa, na Colômbia foi fundamental e isso só foi possível graças aos nossos patrocinadores, o Pão de Açúcar e a BM&F”, afirmou.

Fonte: ZDL de Comunicação

  
  

Publicado por em