Equipe brasileira de triatlo segue para Atenas neste sábado

A equipe brasileira de triatlo segue para a Atenas neste sábado, dia 21, após um período de treinamento em Rio Maior, Portugal. Leandro Macedo (Pão de Açúcar), Juraci Moreira (Pão de Açúcar/Brasil Telecom), Paulo Miyasiro (Pão de Açúcar/ Unimonte), Carla

  
  

A equipe brasileira de triatlo segue para a Atenas neste sábado, dia 21, após um período de treinamento em Rio Maior, Portugal. Leandro Macedo (Pão de Açúcar), Juraci Moreira (Pão de Açúcar/Brasil Telecom), Paulo Miyasiro (Pão de Açúcar/ Unimonte), Carla Moreno (Pão de Açúcar/ Nike/Unimonte), Mariana Ohata (Pão de Açúcar/ Brasil Telecom) e Sandra Soldan (Pão de Açúcar/Brasil Telecom/ Reebok) embarcam para a capital grega com o pensamento de melhorar o resultado do triatlo nacional em relação aos Jogos de Sydney, em 2000.

Classificados entre os melhores do ranking mundial, eles entram na briga por um lugar no pódio. A prova feminina será no dia 25, enquanto a masculina acontece no dia 26. O triatlo olímpico tem 1,5 km de natação, 40 km de ciclismo e 10 km de corrida.

Marcos Paulo Reis, técnico da equipe feminina brasileira e coordenador do Pão de Açúcar Club, elogiou a estrutura de Rio Maior.

“É um lugar que tem toda a infra-estrutura para uma perfeita preparação, inclusive com as mesmas condições climáticas e topográficas de Atenas. Foi uma escolha muito boa, pois se trata de um dos melhores centros do mundo”, explica o treinador, que também foi técnico do Brasil em Sydney e pessoalmente treina Mariana Ohata e Paulo Miyasiro.

Marcos Paulo ressalta que todos os atletas estão animados e concentrados para a participação nos Jogos
Olímpicos de Atenas.

“O ânimo é muito grande, mas todos estão bastante focados na competição, já vivendo o clima da prova. Eles estão conscientes de que fizeram o melhor possível nesta fase de preparação”, declara.

Em Portugal, os triatletas realizaram uma rotina de treinamentos forte. Pela manhã faziam natação, deixando o
ciclismo ou corrida para logo após o almoço e no final do dia. Preparação física e massagem completavam a
relação de atividades diárias.

“Foi um trabalho muito bom e completo, que certamente ajudou na aclimatação de todos”, encerra Marcos Paulo.

Em Sydney, a carioca Sandra Soldan obteve o melhor resultado do Brasil, terminando em 11º lugar. Agora, em
Atenas, além da briga por medalha, eles concorrem ao Bônus Pódio Pão de Açúcar, que premiará os atletas
patrocinados pela empresa que obtiverem um lugar no pódio.

A medalha de ouro garantirá o prêmio de R$ 200 mil, enquanto a prata valerá R$ 100 mil e o bronze, R$ 70 mil. Também estão na disputa o maratonista Vanderlei Cordeiro de Lima e o meio-fundista Hudson de Souza (1.500 metros), ambos da Equipe Pão de Açúcar / Clube de Atletismo BM&F. Os oito atletas já ganharam R$ 10 mil pela classificação aos Jogos.

Fonte: ZDL de Comunicação

  
  

Publicado por em