Equipe brasileira dispara na liderança do Ecomotion/Pro 2004

Depois de quase 300 quilômetros a pé, de bicicleta, canoa caiçara, botes infláveis, caiaques e uma descida com cordas do topo de uma cachoeira de 61 metros de altura durante três dias sem parar, a equipe brasileira Mitsubishi Salomon Quasar Lontra, de Sã

  
  

Depois de quase 300 quilômetros a pé, de bicicleta, canoa caiçara, botes infláveis, caiaques e uma descida com cordas do topo de uma cachoeira de 61 metros de altura durante três dias sem parar, a equipe brasileira
Mitsubishi Salomon Quasar Lontra, de São Paulo, disparou na liderança do Ecomotion/Pro 2004, a maior corrida de aventura da América Latina que está sendo disputada na Costa do Dendê (Bahia).

Formada por Rafael Reyes, Marina Verdini, Luiz Barbosa e Vinícius da Cruz, o time é apontado como um dos grandes favoritos ao título da competição desde a largada, na última segunda-feira, na praia da Enseada de Barra Grande, região de Camamu.

A previsão é que a equipe vencedora cruze a linha de chegada, em Itacaré, na manhã desta quinta-feira.Os últimos colocados têm até o final da tarde de sábado para completar o percurso de 431 quilômetros.

Ritmo :

A equipe Mitsubishi Lontra decidiu acelerar o ritmo no final da terça-feira depois de se revezar entre as primeirascolocações em todos os postos de controle nos últimos dois dias.

Nesta quarta, na “área de transição” na marina da cidade de Camamu, onde os atletas trocaram de modalidade (deixaram a mountain bike para partirem em caiaque duplo), a Lontra estava com mais de três horas de vantagem para a segunda colocada, a equipe espanhola MeridianoRaid.Com TAM, formada por Antonio Suarez, Monica Aguilera, Francisco Costoya e Francisco Lorenzo.

Enquanto remava em dois caiaques duplos, a equipe brasileira revelou a estratégia para manter a vantagem dos adversários nesta reta final da competição. “Vamos tentar não dormir nesta madrugada.

Os outros competidores estão vindo muito rápido”, revelou Vinícius Cruz, da Lontra, entre Cajaíba e Aldeia Velha no final da tarde desta quarta-feira.

Os espanhóis da Meridiano estão sendo seguidos de perto pelos checos da equipe Salomon/Opavanet (Tomas Vanek,Petr Bloudek, Ondrej Bloudek e Jitka Cerna), que chegaram à Camamu praticante juntos com os adversários.

Em quarto, logo atrás dos europeus, estão Monclair Cammarota, Frederico Gall, Fernanda Maciel e Guilherme Pahl, da Brasil Telecom Oskalunga, equipe de Brasília e também considerada uma das favoritas ao título do Ecomotion/Pro.

Até às 16h30 desta quarta-feira, apenas as quatro equipes chegaram à marina de Camamu para enfrentar mais 13,5 quilômetros nos caiaques.

Lutando contra o sono :

Mas a estratégia de não dormir da Lontra pode ser um ponto a favor para os adversários. Pelo menos é o que acredita Frederico Gall, da Brasil Telecom.

“A prova está bem disputada e vai prevalecer a logística de descanso. Parece que eles estão dormindo pouco. Nós paramos duas horas e meia em cada uma das duas últimas noites. Ainda podem acontecer mudanças nas primeiras posições”, afirmou o atleta enquanto se preparava para descer a cachoeira Pancada Grande, de 61 metros, pela manhã.

Amaury Junior, da equipe Eco2, também garante que corrida de aventura é uma incógnita até o final. “Este esporte é maravilhoso porque nem sempre ganha quem está na liderança. E as mudanças de posições podem acontecer a qualquer momento”, disse ele.

Vitor Teixeira, que está correndo na Eco2, afirmou estarsatisfeito com o ritmo da sua equipe. “A prova está ótima e o time vai de bom astral. Acho que devemos terminar a corrida na manhã de sexta-feira, em Itacaré. Mas vamos em frente porque ainda estamos na metade”, afirmou o competidor logo após sair da etapa de técnicas verticais na Pancada Grande.

Desistência :

Das 49 equipes que largaram na segunda-feira em Barra Grande, pelo menos 10 já estavam fora da disputa no início da tarde desta quarta-feira. Acredita-se que muitas
desistências devem ser registradas durante a noite e até o início da manhã. O Ecomotion/ Pro pela primeira vez está fazendo parte do Circuito Mundial de Corridas de Aventura.

O Ecomotion/Pro é organizado pela empresa Ecomotion Outdoors Sports Marketing e tem o patrocínio da Fiat e Vivo.Co-patrocínio da Natura Kaiak, Txai Resort e Timberland, e o apoio da IstoÉ, TAM e Bahiatursa.

Fonte: VipComm Assessoria de Imprensa

  
  

Publicado por em