Estrangeiros invadirão Florianópolis para o Ironman Brasil Telecom 2003

Florianópolis vai ser invadida por estrangeiros, mais uma vez. Um dos principais pontos turísticos do país, procurado por viajantes de todo o mundo pelas suas belas praias e qualidade de vida invejável, está atraindo estrangeiros, desta vez, por outro mo

  
  

Florianópolis vai ser invadida por estrangeiros, mais uma vez. Um dos principais pontos turísticos do país, procurado por viajantes de todo o mundo pelas suas belas praias e qualidade de vida invejável, está atraindo estrangeiros, desta vez, por outro motivo.

Ao invés de relaxar nas suas 42 praias, as 433 pessoas de 28 países estarão na capital catarinense para suar, e muito, na busca de uma das 50 vagas para o Mundial Ironman em outro paraíso, o Havaí.

O Ironman Brasil Telecom 2003, programado para o dia 24/5, no Jurerê Internacional, é a única seletiva da América Latina para o Mundial.Participam, ao todo, 790 competidores no evento de apenas uma modalidade com maior número de estrangeiros já realizado no Brasil.

As maiores delegações são dos Estados Unidos, com 207 atletas, e Argentina, com 107 competidores. A grande presença de norte-americanos, especialmente nas categorias de idades, é fruto do trabalho do triatleta Ken Glah, um dos melhores do mundo, que é divulgador da prova brasileira no exterior.

“O Ken divide seu tempo entre as provas e sua agência de turismo especializada em pacotes para competições de triatlo, em especial o Ironman Brasil Telecom . Fomos aumentando gradativamente o número de triatletas dos EUA, nestes últimos três anos de realização em Florianópolis”, explica Carlos Galvão, diretor da Latin Sports, organizadora do evento.

Os argentinos formam o segundo maior grupo do evento. A invasão, desta vez, vai estar limitada à competição, já que o país vizinho atravessa uma grave crise financeira e seus habitantes não podem se dar ao luxo de passar as férias na cidade, como acontecia nas décadas de 80 e 90. E alguns deles vêm como favoritos ao título, como Eduardo Sturla, que conquistou a prova em 2001, e Oscar Galindez, radicado em Santos há oito anos e que acumula vitórias em várias distâncias desta modalidade no Brasil.

A representatividade internacional é muito grande, com competidores de quatro continentes: América, África, Europa e Oceania. Os países representados são os seguintes: África do Sul, Alemanha, Argentina, Áustria, Austrália, Bolívia, Brasil, Canadá, Chile, Colômbia, Costa Rica, Equador, Escócia, Eslovênia, Espanha, Estados Unidos, França, Grã-Bretanha, Guatemala, Holanda, Israel, México, Nova Zelândia, Panamá, Porto Rico, Suécia, Suíça, Uruguai e Venezuela.

Além dos atletas, a cidade de 400 mil de habitantes recebe, na semana do evento, aproximadamente 3.500 pessoas, entre familiares que dão apoio aos competidores, profissionais da organização e imprensa.

Este fluxo de pessoas movimenta a ilha e aumenta sensivelmente o faturamento do comércio e serviços na baixa temporada, na ordem de R$ 6 milhões (segundo dados dos organizadores e do Convention Bureau).

O principal hotel de Jurerê Internacional, o Hotel Jurerê Beach Village, por exemplo, já está com seus 700 leitos totalmente reservados para os participantes do Ironman Brasil Telecom.

Mais informações sobre a cidade de Florianópolis e suas atrações podem ser obtidas pela internet através do Guia Floripa.

O Ironman Brasil Telecom 2003 é uma realização da Latin Sports, com apoio da Prefeitura Municipal de Florianópolis, Governo do Estado de Santa Catarina, Unimed, Gatorade, Timex e Kraft Foods.

O patrocínio é de Brasil Telecom, com co-patrocínio de Track & Field e Volkswagen. A empresa aérea oficial da prova é a TAM.

Fonte: ZDL de Comunicação

  
  

Publicado por em