Engenheiro paulistano tenta escalar o Everest

A montanha mais alta do planeta será o sexto desafio encarado pelo alpinista

  
  

Chegar ao topo do mundo será o desafio do engenheiro e administrador paulistano Cid Ferrari entre os próximos meses de abril e junho, quando ele espera vencer os 8.850 metros do Monte Everest, localizado na Cordilheira do Himalaia, entre Nepal e Tibete. A escalada será a sexta de sua carreira como alpinista, dentro de seu projeto “Sete Cumes”, que inclui as montanhas mais altas de cada região do mundo.

O brasileiro já tem na bagagem as conquistas dos montes Kilimanjaro (África), Elbrus (Europa), McKinley (América do Norte), Vinson (Antártica) e Aconcágua (América do Sul), mas garante que nada se compara ao que enfrentará agora. “Na montanha mais alta do mundo os desafios também são enormes”, comentou. Se chegar ao cume do Everest, ele precisará apenas escalar o Carstensz, localizado entre a Ásia e a Oceania, para completar o projeto. Sua preparação para as expedições tem contado com o apoio do experiente casal Paulo e Helena Coelho.

A escalada será feita pelo lado nepalês. Segundo ele, nesses desafios é possível aprender a valorizar sua vida. “Você sai da realidade de São Paulo, fica mais próximo da natureza e começa a pôr o devido peso nas coisas”, afirmou. “Em meio a um ambiente natural, você tem que ter humildade para reconhecer sua natureza humana e respeitar a montanha”, finalizou.

No cume as temperaturas podem chegar até menos 50 graus centigrados e ventos de 60 km por hora.

A expedição poderá ser acompanhada diariamente na página de Cid Ferrari no Facebook.

Fonte: AD Comunicação & Marketing

  
  

Publicado por em