Expedição a bordo de motos aquáticas percorreu 700 km no Pará

O ponto mais difícil foi navegar no canal sul do Rio Amazonas, o qual possui água salobra e bastante agitada, que forma ondas de até três metros

  
  

Repleto de água doce e salgada, o Estado doPará é cenário perfeito para as motos aquáticas.

A terceira edição do Jet Rally do Marajó, expedição realizada entre a capital Belém e a Ilha da Mexiana, no Arquipélago do Marajó, percorreu 700 quilômetros no final de abril.

A aventura reuniu 22 embarcações, 13 delas da marca Sea-Doo, em 23 horas de pilotagem na água durante três dias.

“A expedição foi um sucesso e exigiu bastante dos participantes, todos pilotos experientes com motos aquáticas”, contou Leonel Pinho, da Direct Jet, organizadora do evento e concessionária dos produtos BRP no Pará (o que inclui as máquinas da Sea-Doo).

“O ponto mais difícil foi navegar no canal sul do Rio Amazonas, o qual possui água salobra e bastante agitada, que forma ondas de até três metros. Já na Ilha da Mexiana as águas são bastante calmas, o local é muito bonito”, continuou.

“O Arquipélago do Marajó fica 70% alagado nessa época do ano, das chuvas. No verão, é possível caminhar por diversos lugares que passamos de motos aquáticas.

A estada em Mexiana foi ótima, aproveitamos para pescar e observar a natureza, marcada pela forte presença de capivaras”, concluiu Leonel Pinho.

O próximo evento da Direct Jet está marcado para o dia 28 de junho na Praia do Caripi, em Barcarena (PA), onde será realizada a 12ª edição do Passeio dos Namorados.

Visite:www.revistaecotour.com.br

Fonte: Angela / MundoPress

  
  

Publicado por em