Fenajeep movimenta mais de R$6 milhões na região de Brusque-SC

A Fenajeep - Festa Nacional do Jeep - que este ano completa 10 anos e acontece de 23 e 25 de maio no pavilhão de eventos Profª Maria Celina Vidotto Imhof, em Brusque, Santa Catarina, movimenta mais de R$ 6 milhões na região do Vale do Itajaí, entre hosped

  
  

A Fenajeep - Festa Nacional do Jeep - que este ano completa 10 anos e acontece de 23 e 25 de maio no pavilhão de eventos Profª Maria Celina Vidotto Imhof, em Brusque, Santa Catarina, movimenta mais de R$ 6 milhões na região do Vale do Itajaí, entre hospedagem, alimentação, compras e gastos com estacionamento.

A festa recebe turistas de vários estados do país e, em 2003, segundo seus organizadores, deve contar com mais de 35 mil visitantes. Consolidado como o maior evento do segmento off road realizado no Brasil, a Fenajeep é responsável, na época da festa, pelo
aumento de 20% na população da cidade, que, de acordo com o Censo de 2000, tem cerca de 76 mil habitantes.

Com uma área total de 116.840 m², a Fenajeep tem como atrações o Salão do Automóvel, uma feira de negócios de veículos, peças e acessórios que terá em 2003 mais de 50 expositores (entre eles, empresas como GoodYear, DPaschoal, Bardahl e Cross Lander) e diversas provas para veículos 4x4, entre elas raids, competições de jipe cross em pista dupla e queima de pneus, que levantam o público apaixonado pelo off road.

Para Vilmar Walendowsky, organizador da festa, a Fenajeep, assim como outros eventos que acontecem em Brusque (o Rodeio Crioulo, em agosto, a Agro Brusque, em setembro, e a Festa Nacional do Marreco, Fenarreco - o marreco é o prato típico da cidade -, em outubro) já está consolidada como evento oficial da cidade e é responsável por um aumento significativo no faturamento de hotéis, pousadas, restaurantes e lojas de roupas para pronta-entrega, um dos “carros-chefes” da economia local.

“Nossa festa é uma grande confraternização entre as famílias e entidades de jipeiros de todo o Brasil”, ressalta. Para a próxima edição, Vilmar prevê que a Fenajeep contará com a presença de grandes montadoras de veículos 4x4 e de empresas estrangeiras.

“A internacionalização do evento é um processo inevitável e, sem dúvida, contribuirá ainda mais para o desenvolvimento do segmento no Brasil”, destaca.

Programação da Fenajeep

A 10a edição da Fenajeep será aberta no dia 23 de maio às 14 horas, com uma recepção aos jipeiros no próprio pavilhão de eventos e a abertura do Salão do Automóvel. Mais tarde, às 17 horas, larga a Carreata Brusque Jeep Clube (aberta a todos os interessados e que circundará a cidade) e, às 18 horas, acontece a cerimônia oficial de abertura da festa, seguida do hasteamento por guindaste de uma bandeira brasileira com 432 m² de área. Neste momento, um grupo de soldados do Tiro de Guerra de Brusque estará presente. Às 21 horas será realizado o tradicional show pirotécnico do evento e, às 22 horas, encerra-se o primeiro dia da Fenajeep.

No dia 24, sábado, às 8h01, será dada a largada do Raid Fenajeep,prova de regularidade onde pilotos, navegadores e acompanhantes (conhecidos por “Zequinha”) percorrem 100 km de trilhas ao redor do pavilhão apreciando belas paisagens. Os primeiros colocados devem cruzar a linha de chegada por volta de 12h30.

Neste evento, os participantes têm de ter aparelhos de medição de tempo e distância, para que o percurso determinado na planilha seja cumprido no tempo estipulado.

No mesmo dia, às 9 horas, será aberto o Salão do Automóvel e terá início o Jeep Indoor, prova de desafio contra o relógio onde os pilotos mostram suas habilidades e a resistência de seus jipes, que saltam em uma pista dupla de jipe cross de 700 metros de comprimento montada especialmente para a festa.

O Jeep Indoor, sempre que é realizado, levanta o público presente nas arquibancadas e seu término está previsto para as 17h30. A partir das 19h30, acontece um jantar de confraternização e, às 22 horas, o encerramento do Salão e a premiação do Raid.

No sábado e no domingo, durante toda a festa, acontecem duas das principais atrações ao público da Fenajeep: o Arrancadão na Lama e a Queima de Pneus.

A primeira consiste em uma prova em duas pistas de 100 metros de comprimento com muita lama e água, onde os pilotos tentam superar os obstáculos e seus oponentes. Na Queima de Pneus, os veículos “patinam” em uma pista de cimento até um dos pneus estourar.

O Jeep Indoor volta a alegrar os visitantes da Fenajeep no domingo, dia 25, das 9 às 17 horas. Além dele e do Salão, que estará aberto das 9 às 20 horas, a bandeira brasileira será descerrada às 17 horas e, duas horas mais tarde, a festa será oficialmente encerrada.

Acampamento Jipeiro :

Os turistas que vão a Brusque para a Fenajeep podem ficar hospedados no Acampamento Jipeiro, local com 30 mil m2 de área e que foi montado para servir de alternativa para quem não conseguiu vaga em hotel ou pousada da região.

“Mas muitos jipeiros e amantes do off road preferem ficar no acampamento, mesmo que ainda restem vagas nos hotéis, pois o Acampamento Jipeiro é montado dentro do pavilhão da Fenajeep, ao lado da pista do Jeep Indoor”, explica Vilmar. Cada hóspede do acampamento paga R$ 30,00 e já tem o ingresso para visitar na feira.

Próximo a este local, o visitante poderá curtir ainda uma exposição de 39 esculturas em mármore, feitas por artistas de vários países do mundo e que vêm ao Brasil em novembro para preparar novos trabalhos, que serão expostos no Simpósio Internacional de Escultura. Este evento acontece no próprio pavilhão em que é realizada a Fenajeep.

Informações turísticas :

Brusque é um importante destino turístico pelas belezas naturais e arquitetônicas, peculiaridades históricas e por seu grande potencial em compras de vestuário e tecidos, na pronta-entrega, com grande variedade e qualidade a preços bastante competitivos.

Além de pessoas de todos os estados brasileiros, turistas argentinos (pela proximidade) e alemães (pela cultura que o município apresenta) são constantemente encontrados na cidade.

Além do comércio de roupas, Brusque apresenta peculiaridades herdadas dos imigrantes alemães, italianos e poloneses. Entre elas estão a gastronomia, a arquitetura e o turismo. A cidade possui vários pontos turísticos.

Merecem destaque a igreja matriz São Luiz Gonzaga, o Parque Zoobotânico, o Santuário de Azambuja (que, com suas duas torres de 40 metros de altura cada, tem 45 metros de comprimento, 16 metros de largura e, no terceiro domingo de agosto, é sede da “Festa de Azambuja”, atraindo 80 mil devotos), o Parque Municipal Leopoldo Moritz, o Museu Histórico e Geográfico do Vale do Itajaí-mirim e o observatório astronômico Tadeu Cristovam Mikowsky.

Na área de eventos, Brusque aposta em públicos segmentados. Além dos jipeiros, que fazem da Fenajeep uma grande atração, a terceira idade, os fãs de chocolate, esportistas e os apreciadores da boa gastronomia germânica contribuem para o desenvolvimento da economia da cidade.

A Fenajeep é organizada pela Fenajeep Eventos e conta com o patrocínio de GoodYear, DPaschoal, Aradefe Malhas (Brusque), Certa Indústria de Argamassa (Brusque), Havan (Brusque), Tharog (Brusque), Linhas Trichê (Brusque), Mineração Veiga (Joinville) e BCN.

Apóiam a festa a Revista 4x4 & Cia, Prefeitura Municipal de Brusque, Corpo de Bombeiros de Brusque, Polícia Militar de Brusque e Santur - Governo do Estado de Santa Catarina.

Fonte: ZDL de Comunicação

  
  

Publicado por em