I Congresso Internacional de Treinamento defende maior organização para o esporte

O segundo dia do I Congresso Internacional de Treinamento Esportivo teve como tema central a detecção de talentos, com a participação do cubano Juan Ramón Velázquez Fernández como moderador dos debates. Para ele, as palestras foram muito boas do pont

  
  

O segundo dia do I Congresso Internacional de Treinamento Esportivo teve como tema central a detecção de talentos, com a participação do cubano Juan Ramón Velázquez Fernández como moderador dos debates.

Para ele, as palestras foram muito boas do ponto de vista científico e lamentou apenas a falta de tempo para responder tantas perguntas do público, que mais um vez lotou o auditório com 800 lugares.

`O Brasil tem ótimos recursos, boa infra-estrutura, ótimos pesquisadores e atletas excepcionais. O que falta para o país é organizar melhor o esporte de alto rendimento, que está diretamente ligado à detecção de talentos. A base é boa, mas falta uma continuidade`, diz o professor cubano.

O australiano Jason Gulbin abriu a seqüência de palestras e falou como os talentos são descobertos em seu país e também da relação da criança com o esporte. `A criança não pode sofrer uma cobrança excessiva. A relação com o esporte precisa ser suave, de forma que ela crie amor pelo esporte`, diz Gulbin, que é coordenador do programa de identificação de talentos da Austrália. Também participaram das discussões os professores Adroaldo Gaya e Timóteo Araújo.

Desporto para-olímpico, natação, ginástica artística, tênis de mesa, psicologia do esporte e tênis foram as modalidades debatidas no período da tarde desta quarta-feira nas salas de esporte.

O destaque na sala de tênis foi o treinador Carlos Alberto Kyrmair, também diretor de capacitação da Confederação Brasileira da modalidade, que aproveitou o tema central do dia para falar sobre a capacitação de técnicos do esporte.

`O tênis ainda é ensinado de maneira não responsável por muitos professores e é necessário que se faça uma preparação correta para que os novos talentos não sejam perdidos`, diz Kyrmair.

`Muitos treinadores se agarram a pequenos talentos, iludem os pais e até lesionam as crianças, tanto física, quanto mentalmente`, completa.

Segundo o treinador, são poucas as universidades que têm a cadeira de tênis e mesmo assim a modalidade não recebe a atenção devida. Para Kyrmair, os treinadores precisam de conhecimento para identificar as qualidades e os talentos.

`A experiência do treinador aliada à ciência ajuda muito. É necessário fazer uma mudança estratégica na base do ensino do tênis. Informação é sempre importante e eventos como este podem proporcionar isso. A participação dos estudantes também é fundamental. Os atletas e ex-atletas deveriam ter a humildade para participar das palestras e contar suas experiências.`

Promovido pela rede do Centro de Excelência Esportiva (Cenesp), o evento tem por objetivo aproximar as pesquisas acadêmicas da prática esportiva de alto rendimento. A organização do I Congresso Internacional de Treinamento Esportivo é do Cenesp/Unifesp -Universidade Federal de São Paulo/Escola Paulista de Medicina, em parceria com o Ministério do Esporte e com chancelas do Comitê Olímpico Brasileiro, Secretaria Municipal de Esportes, Lazer e Recreação, Secretaria da Juventude, Esporte e Lazer do Governo do Estado de São Paulo e Comitê Para-Olímpico Brasileiro.

A comissão organizadora é composta por integrantes do Cenesp/Unifesp: Marco Túlio de Mello, Moisés Cohen, Turíbio Leite de Barros Neto, Antônio Carlos da Silva, Ivan da Cruz Piçarro e Alberto Pochini.

Palestras desta quinta-feira

Nesta quinta-feira, entre 8h e 12h30, o congresso terá como tema principal tendências na preparação e treinamento de atletas. O alemão Jürgen Weineck, da Universidade de Erlangen, ministrará a primeira palestra, seguido de Leszek Szmuchrowski, Valdir Barbanti e Moisés Cohen. O moderador será Pablo Juan Greco, professor da Universidade Federal de Minas Gerais e que também trabalha com a Confederação Brasileira de Handebol.

Na parte da tarde, das 14h às 18h, acontecem as salas de esportes, que neste dia abordarão o futebol de campo, basquete, handebol, traumatologia no esporte e atletismo/saltos. Os destaques são Carlos Alberto Parreira, técnico da seleção brasileira de futebol; Oswaldo de Oliveira, técnico do São Paulo; além de Aluísio Elias Xavier, o Lula, técnico da seleção brasileira masculina de basquete; e Nélio Alfano Moura; da Confederação Brasileira de Atletismo.

Fonte: ZDL de Comunicação

  
  

Publicado por em