Júlio Paterlini venceu a maior prova de ciclismo endurance do país e garantiu presença na Race

O santista Júlio Paterlini (Paterlini Bike/Memorial) fez história neste domingo (07). Além de vencer o Extra Distance 800K/ Brazil Challenge, a maior prova de ciclismo endurance do país, garantindo presença na próxima Race Across America, a principal prov

  
  

O santista Júlio Paterlini (Paterlini Bike/Memorial) fez história neste domingo (07). Além de vencer o Extra Distance 800K/ Brazil Challenge, a maior prova de ciclismo endurance do país, garantindo presença na próxima Race Across America, a principal prova do gênero, que acontece todos os anos nos EUA, Paterlini bateu o recorde brasileiro de distância em ciclismo.

Ele completou o percurso de 857 km em 29h07min41s, com velocidade média de 29,422 km/h, superando em muito a marca anterior, de 807 km em 33h22min04s, obtida ao lado de Cláudio Clarindo em setembro passado.

“Ampliei bem o recorde brasileiro de distância. Sou o melhor do país e pretendo me dedicar a essa modalidade”,disse Paterlini.“Agora só quero saber de descansar”, completou.

Para conseguir o recorde brasileiro, Paterlini parou apenas 22 minutos para receber uma massagem e teve desempenho impressionante na prova disputada no último final de semana, que começou em Campinas e
terminou na Praia Grande após passar por 15 cidades e cinco rodovias. Na classificação geral, o ciclista terminou em 34º entre 63 equipes que terminaram a prova.

`Esse cara é um animal. O que ele fez foi para poucos, quase ninguém faria isso`, declarou Márcio May, segundo colocado da categoria quartetos com a Memorial / Santos.

`Temos de dar os parabéns. Fizemos a prova em quatro e já foi desgastante. Imagine correr só e com esse tempo`, disse Renato Ruiz, campeão do Extra Distance 800K com a equipe Caloi/Extra.

Também apontados como favoritos à vitória na categoria solo, Ricardo Arap (Race), campeão nas duplas da RAAM em 1999 ao lado do triatleta Alexandre Ribeiro, e João Paulo Diniz (Extra), terceiro colocado da RAAM/97 competindo num quarteto, não suportaram o ritmo da prova e abandonaram a disputa.

Já Cláudio Clarindo (Memorial), agora ex-recordista brasileiro, completou a prova em 35h11min11s, ficando com a 62ª colocação geral.

Na prova feminina, a briga foi entre Luzia Evangelista (Extra Distance/Air Borne) e Rosângela Hoeppner (Unaerp/Gold Bingo Coselli), que levou a melhor e venceu com o tempo de 32h58min03s. Luzia fez o percurso em 35h12min19s.

Quartetos - A disputa da categoria quartetos foi a mais emocionante do Extra Distance 800K/Brazil Challenge. Durante boa parte da prova, a liderança foi da Matec, formada por Guto Milano, José Henrique Ramos Borghi e João Dionísio Amoedo e reforçada pelo triatleta argentino Oscar Galindez, heptacampeão do Troféu Brasil, medalha de bronze no Pan de Santo Domingo 2003 e considerado o melhor pedal de seu esporte no mundo.

Entretanto, a Matec foi penalizada e terminou o Extra Distance/800K na 8ª posição geral. “Adorei participar da prova, foi uma iniciativa muito legal. Mas acredito que nossa equipe tenha forçado demais o ritmo no início”, disse Galindez.

Outra atração da Matec foi a presença da modelo e apresentadora de TV Daniela Cicarelli, que não só acompanhou a largada do Extra Distance como também ficou no carro de apoio da equipe incentivando o namorado Guto Milano.

Sem a Matec, Memorial/Santos (Márcio May, Hernandes Quadri Jr, Tonho do Nascimento e o convidado Pepe Altstut) e Caloi/Extra (Patrique Azevedo, Daniel Soeiro, Renato Ruiz e Renata Gomide como convidada), passaram a brigar metro a metro pela liderança da prova.

A Memorial ainda conseguiu abrir uma boa vantagem, mas no final a vitória foi da Extra/Caloi, que completou o percurso em 22h35min04s, com velocidade média de 37,946 km/h.

A Memorial chegou após 22h37min55s (velocidade média de 37,865 km/h), e a terceira colocação ficou com a equipe Anderson/Cannondale, de Celso Anderson, Ingo
Buchleister, Fabrício dos Santos e Anderson Zomer, que completaram a prova em 23h18min10s (36,777km/h de média).

Na equipe No Pain No Pain, 26ª colocada da prova, a atração foi a presença do piloto da Indy Racing League (IRL) Tony Kanaan, que estreou em provas do gênero competindo ao lado de Francisco Lopes Neto, Stefan Neuding Neto e Maria Luiza Santoro de Moura.

“Foi a competição mais difícil que já fiz na vida, em todos os sentidos. Mas estou maravilhado e prometo estar de volta na próxima edição”, disse Kanaan.

Duplas - O Secco Team confirmou o favoritismo e venceu a categoria duplas. Os irmãos Luiz Fernando e José Carlos Secco (3º colocado na RAAM/97 na categoria quarteto junto com João Paulo Diniz) completaram a prova em 27h 44min 37s, e velocidade média de 30,890 km/h.

“Foi uma prova maravilhosa, mas muito difícil. É como se tivéssemos percorrido os 800 km mais difíceis da RAAM. A chuva e o frio também atrapalharam, mas quanto mais complicado, mais excitante”, disse o experiente José Carlos Secco.

Classificação final da prova

Solo e solo masculino

1º) Júlio Paterlini (Paterlini Bike/Memorial) - 29h07min41s (velocidade média de 29,422 km/h)
2º) Michel Mogli (Extra - Fortaleza) - com 29h58min23s (28,592 km/h)
3º) Roberto Maluf (Bike Brasil) - 32h01min07s

Duplas e Duplas masculino

1º) Secco Team (Luiz Fernando e José Carlos Secco) - 27h44min37s (30,890 km/h)
2º) Team Vit Shop/Power Full Bike (Delfim Quintas Jr. e Fernando Vieira Sales) 28h22min05s (30,21km/h)
3º) TBW Cycling Team (Marcos Vinícius de Faria e Ronaldo Mattar) 28h33min28s (30,009 km/h)

Quartetos

1º) Caloi/Extra/Suzano (Patrique Azevedo, Daniel Soeiro, Renato Ruiz e Renata Gomide) - 22h35min04s(37,946 km/h)
2º) Memorial/Santos (Márcio May, Hernandes Quadri Jr, Tonho do Nascimento e Pepe Altstut) - 22h37min55s (37,865 km/h)
3º) Anderson/Cannondale (Celso Anderson, Ingo Buchleister, Fabrício dos Santos e Anderson Zomer) - 23h18min10s (36,777 km/h)

Solo feminino

1º) Rosângela Hoeppner (Unaerp/Gold Bingo Coselli) - 32h58min03s
2º) Luzia Evangelista (Extra Distance/Air Borne) - 35h12min19s

Dupla feminina

1º) B+ (Rosana Rodrigues dos Santos e Vanessa Gianinni) 31h30min50s
2º) The Pink Panthers - Gym Tech Cycling Team (Patrícia Lobão e Fernanda Lattes) 33h57min47s

Quarteto masculino

1º) Memorial/Santos (Márcio May, Hernandes Quadri Jr, Tonho do Nascimento e Pepe Altstut) - 22h37min55s (37,865 km/h)
2º) Anderson/Cannondale (Celso Anderson, Ingo Buchleister, Fabrício dos Santos e Anderson Zomer) - 23h18min10s (36,777 km/h)
3º) DHL BK Sports (Quintino dos Santos Cordeiro, Sérgio Bunioto, William César Soares e Róbson Alexandre Silva) 25h04min01s

Quarteto feminino

1º) Extra 3 (Fernanda Paradizo, Lidiane Regina Souza, Patrícia Vitório e Patrícia Lopes Campos) 32h49min10s

Quarteto misto

1º) Caloi/Extra/Suzano (Patrique Azevedo, Daniel Soeiro, Renato Ruiz e Renata Gomide) - 22h35min04s
2º) No Pain No Pain (Tony Kanaan, Francisco Lopes Neto, Stefan Neuding Neto e Maria Luiza Santoro de Moura) 28h11min59s
3º) Equipe Banco Real (José Roberto Shiota, Leliana Borges, Antônio Paulo Barbosa e Ednardo Figueredo) 30h52min14s

O Extra Distance 800K é uma realização do Extra Hipermercados e Brasil Challenge, com organização da Brunoro & Cocco. O patrocínio é da Caloi, Bavaria e Breezes Resort Costa do Sauípe.

Fonte: ZDL de Comunicação

  
  

Publicado por em