Latin Sports garante direitos do Ironman Brasil Telecom até 2009

A Latin Sports estará no comando do Ironman Brasil Telecom por mais cinco anos a partir de 2005. A empresa brasileira renovou o contrato com a World Triathlon Corporation (WTC), o que garante o evento brasileiro como única seletiva da América Latina para

  
  

A Latin Sports estará no comando do Ironman Brasil Telecom por mais cinco anos a partir de 2005. A empresa brasileira renovou o contrato com a World Triathlon Corporation (WTC), o que garante o evento brasileiro como única seletiva da América Latina para o Mundial Ironman,no Havaí, até 2009.

Além disso, a Latins Sports ainda promoverá o Meio Ironman de Pucón, no Chile, e continuará incrementando o trabalho de representação da marca na América Latina.

“Iniciamos a conversa durante a realização do Mundial deste ano no Havaí. O fato é que a prova brasileira tem apresentado um crescimento incrível nos últimos anos e isso facilitou na renovação.

O Ironman Brasil Telecom é uma prova reconhecida e respeitada em todo o mundo e nossa meta é crescer ainda mais nos próximos anos”, destaca Carlos Galvão, diretor executivo da Latin Sports.

O Comitê Central de Organização (CCO) do evento, que começou a funcionar em dezembro, na capital catarinense, será um apoio importante para a realização do torneio em 2004, marcado para o dia 29 de maio, reunindo cerca de mil atletas.

A quase seis meses da disputa, a competição já registrou a façanha de garantir a participação de representantes de 30 países, fato raríssimo no calendário nacional.

Com o apoio da prefeitura de Florianópolis e da Fundação Municipal de Esportes, o CCO será integrado por pessoas ligadas ao esporte local, estagiários e pessoal do staff da Latin Sports.

A direção geral está a cargo de Carlos Galvão e a diretoria técnica será ocupada por Naida dos Santos Freitas, com apoio institucional da Fundação Municipal de Esportes.

O objetivo da iniciativa é buscar maior interatividade com a comunidade local, dando oportunidade para a geração de negócios. Por isso, a direção técnica será da Federação Catarinense de Triatlo.

Entre as funções, está a de reunir as áreas executiva, técnica e geral, responsável pela organização da prova e o credenciamento de cerca de 2 mil voluntários que vão ajudar na realização do evento tão complexo como este, que tem a disputa de 3,8 quilômetros de natação, 180 quilômetros de ciclismo e 42,195 quilômetros de corrida.

Com uma premiação de US$ 50 mil, uma das maiores em eventos esportivos no país, a prova já fez uma divulgação mundial do evento, em julho, em Nova York, outra no Mundial Ironman do Havaí, em outubro, e na Flórida este mês. Em janeiro, a apresentação será feita no Chile.

A prova brasileira, que será realizada pela quarta vez em Florianópolis, faz parte de um circuito de 24 competições, sendo 15 etapas seletivas para o Mundial do Havaí. Em 2002, a marca Ironman proporcionou um total de US$ 230 milhões em negócios em todo o mundo.

De acordo com cálculos oficiais, o Ironman Brasil Telecom 2003 causou um impacto econômico de R$ 6 milhões em Florianópolis.

O controle mundial é da Ironman Corporation, empresa com sede na Flórida. A Latin Sports é a representante da marca na América Latina.

Para 2004, a empresa vai lançar produtos na área de confecção e de acessórios esportivos e de alimentos (barras energéticas). Neste ano, a Latin Sports já lançou uma linha de óculos esportivos com a marca Ironman. A novidade pode ser encontrada nas 30 lojas da RedeTrack & Field.

Fonte: ZDL de Comunicação

  
  

Publicado por em