Marilson Gomes vence meia maratona na Colômbia

Marilson Gomes dos Santos venceu mais uma prova internacional neste final de semana. O fundista brasiliense da Equipe Pão de Açúcar / Clube de Atletismo BM&F dominou a Meia Maratona de Medellín, na Colômbia, praticamente de ponta a ponta e garantiu o luga

  
  

Marilson Gomes dos Santos venceu mais uma prova internacional neste final de semana. O fundista brasiliense da Equipe Pão de Açúcar / Clube de Atletismo BM&F dominou a Meia Maratona de Medellín, na Colômbia, praticamente de ponta a ponta e garantiu o lugar mais alto do pódio.

Medalha de prata nos 10 mil e de bronze nos 5 mil metros do Pan-Americano de Santo Domingo no ano passado,Marilson completou o percurso de 21.097 metros neste domingo em 1h03 min 56seg. Em seguida chegaram os colombianos Jacinto López, a 35 segundos, e Edgar Sánchez, a 47 segundos do brasileiro.

A Meia Maratona de Medellín teve participação de mais de 10 mil atletas. Marilson disparou no quilômetro 8 e não foi ameaçado por nenhum adversário até a linha de chegada.

“É um ótimo tempo, pois Medellín está quase 1.500 metros acima do nível do mar. Foi mais uma etapa da preparação para a Maratona de Chicago, no dia 10 de outubro, o grande objetivo do Marilson no segundo semestre”, explica o treinador do fundista, Adauto Domingues.

O próximo compromisso de Marilson é a Maratona Pão de Açúcar de Revezamento, que acontece no próximo dia 26, na Cidade Universitária, na USP, em São Paulo. Em 2004, entre outros resultados, Marilson já venceu os 10 mil metros do Troféu Brasil e foi sexto na Maratona de Paris.

Adriano Bastos é quarto na Argentina :

Enquanto Marilson Gomes fazia bonito na Colômbia, Adriano Bastos não deixava por menos na Argentina. Atleta do Pão de Açúcar Club, ele foi quarto colocado na Meia
Maratona de Buenos Aires, também disputada neste domingo. Bastou disputou a prova como preparação para a Maratona da Disney, em janeiro, e conseguiu a melhor marca da carreira na distância,1h05min59seg.

Considerada uma das Meias Maratonas mais rápidas do mundo, com circuito todo plano e ao nível do mar,Adriano conseguiu seu objetivo, que era correr a prova em 1h06min e obter o recorde pessoal na distância,que era de 1h07min17seg, conseguida no Rio de Janeiro em 2002.

O domínio da prova deste domingo foi argentino, com vitória de Hernan Cortinez, com 1h05min09seg, seguido por Diego Cristian Fernandez, 1h05min31seg, e Ulisses Sanguinetti, com 1h05min40seg.

No feminino, a brasileira Elizabete Cruz (Run For Life) venceu a prova com o tempo de 1h19min17seg. Na segunda colocação ficou a argentina Lorena Lazaro, 1h21min12seg, seguida de outra brasileira, a ex-menina de rua e hoje atleta Ana Luíza dos Anjos Garcez (Run For Life), com 1h22min33seg.

“Parece que a contusão no púbis é coisa do passado. O Adriano diminuiu o recorde pessoal em mais de um minuto enfrentando os principais atletas da Argentina. Era o que a gente buscava”, afirma Ricardo D’Angelo, técnico de Bastos.

“Ainda estamos organizando a vida atlética dele depois da lesão no púbis e, num futuro próximo, espero que ele consiga completar uma maratona em 1h15min ou abaixo disso.”

Fonte: ZDL de Comunicação

  
  

Publicado por em