Medalhista olímpico se reúne com crianças da favela

Há menos de um mês para o início da Olimpíada de Atenas, o espírito esportivo toma conta da cidade de São Paulo. Aproveitando este clima a Symap (Organização Não–Governamental), que desenvolve um projeto esportivo junto às crianças carentes da fave

  
  

Há menos de um mês para o início da Olimpíada de Atenas, o espírito esportivo toma conta da cidade de São Paulo. Aproveitando este clima a Symap (Organização Não–Governamental), que desenvolve um projeto esportivo junto às crianças carentes da favela de Paraisópolis com o patrocínio da Reebok, promoverá na próxima segunda-feira um encontro com o medalhista olímpico Lars Grael.

O velejador contará sua história de vida para as crianças de Paraisópolis e todas as difculdades que superou para alcançar o pódio. Depois de conquistar duas medalhas olímpicas, em Seul-88 e Atlanta-96, Lars sofreu um grave acidente em 1998 durante uma regata, perdeu a perna direita e mais uma vez teve que superar os seus limites.

“O Lars é o melhor exemplo olímpico. Ele sempre foi atrás do sonho dele no esporte e alcançou os seus objetivos, depois sofreu um acidente e teve que se superar mais uma vez, só que na vida pessoal. Acho que ele pode ser um grande exemplo para essas crianças”, disse Pedro Chiamulera, diretor da Symap.

Das ruas para o esporte :

A Symap (ONG – Sylvio de Magalhães Padilha – ex-presidente do Comitê Olímpico Brasileiro, falecido em 2002), desenvolve o Projeto Flamito dentro da favela de Paraisópolis, incentivando meninos e meninas à prática esportiva.

O projeto atende 90 das 630 crianças que frequentam o Centro Comunitário de Paraisópolis. Pelo menos três vezes por semana, eles deixam o centro comunitário para terem aulas de atletismo numa praça do bairro Morumbi e num colégio na mesma região.

O projeto só consegue atender 90 jovens porque há somente um ônibus à disposição. O grupo se dividide em dois turnos (manhã e tarde).

“Se tivéssemos mais uma condução poderíamos aumentar as vagas para as crianças participarem dos treinos, já que a procura é grande”, disse o professor Victor Fernandes, responsável pelas aulas de atletismo.

O momento de euforia começa antes mesmo da partida do ônibus quando a garotada recebe os uniformes cedidos pelo projeto, como camisetas, shorts e tênis. Segundo o professor Victor Fernandes cada um é responsável pelo seu uniforme.

”Esta é uma maneira de despertar a responsabilidade em cada um deles”, diz.

Serviço:

Encontro do medalhista olímpico Lars Grael com as crianças de Paraisópolis

Segunda-feira (26/7) – às 9h

Centro Comunitários de Paraisópolis

R. Itapanhaú, 170 – Paraisópolis

Fonte: VipComm Assessoria de Imprensa

  
  

Publicado por em