Mulheres também enfrentarão trilhas no Raid da Meia-Noite

A madrugada do próximo sábado será cheia de emoções e dificuldades para os participantes da 18ª edição do Raid da Meia-Noite, competição de regularidade para veículos 4x4, organizada pelo Jeep Clube do Brasil em parceria com a Mesa Quatro Comunicações.

  
  

A madrugada do próximo sábado será cheia de emoções e dificuldades para os participantes da 18ª edição do Raid da Meia-Noite, competição de regularidade para veículos 4x4, organizada pelo Jeep Clube do Brasil em parceria com a Mesa Quatro Comunicações.

Além da trilha com vários obstáculos, a escuridão torna a prova um pouco mais difícil.Mas as pedras e erosões do caminho não assustam as mulheres, que mais uma vez marcam presença nos eventos off road.

A largada da competição será meia-noite, de sexta para sábado, no Paço Municipal de Ribeirão Pires, e as inscrições se encerram nesta quarta-feira.

Patrícia Talala, acompanhada por sua amiga e navegadora Laurita Cravo, não se assusta com a escuridão e as dificuldades do percurso. Acostumada com trilhas, a piloto não troca de lugar no carro com ninguém.

“Este será o meu terceiro Raid da Meia-Noite e não tenho medo de nada. A trilha é um pouco mais pesada, se comparada com a do Raid do Batom, e a escuridão acaba ajudando, pois muitos homens usam óculos e à noite têm dificuldades para enxergar”, acredita Patrícia, 32 anos, casada com Edson, mecânico de carros.

Pilotando um Willys, Patrícia participa de provas off road desde 1998. Nos fins de semana costuma fazer trilhas e depois do Raid da Meia-Noite já tem outro compromisso, enfrentar mais uma vez o Buraco do Camel, um dos caminhos off road mais difíceis de São Paulo.

“O Edson só gosta de fazer as trilhas. Nas competições ele vai como apoio. Eu quebro o jipe e ele conserta”, diz a bem-humorada Patrícia Talala, que cuida da administração da oficina do marido.

A prova deste ano terá 120 quilômetros de trilhas e será dividida em duas partes. A primeira exigirá atenção dos navegadores e será válida pela competição. Já a segunda parte, com trilha bem pesada e sem apoio, será opcional, sem contar pontos para a classificação.

Os aventureiros que decidirem fazer a segunda trilha precisam ter os carros equipados com pneus para terra, guincho e ponto de ancoragem.

“Vou participar do Raid só por causa da segunda parte, quero só ver o que vamos encontrar”, diz Patrícia.

Inscrições abertas até quarta-feira

As inscrições para o 18º Raid da Meia-Noite ficam abertas até quarta-feira (17), ou até que o número limite de 80 veículos seja alcançado.

Os interessados podem se inscrever pelo site ou pelo telefone (11) 3277-5082,secretaria do Jeep Clube do Brasil. Pilotos e navegadores sócios do Jeep Clube do Brasil pagam R$ 40,00 pela dupla e Zequinhas(acompanhantes)R$ 20,00 cada. Já os não-sócios pagam R$ 100,00 e R$ 50,00, respectivamente.

O Ponto Off Road, maior encontro semanal de jipeiros do país, mais uma vez receberá os jipes do Raid da Meia-Noite para a largada promocional.

Nesta quinta-feira, a partir das 18 horas, pilotos e navegadores se reúnem para adesivar os carros, passar pela vistoria técnica e sortear o número de porta, que determina a ordem de largada.

O 18º Raid da Meia-Noite é organizado pela Mesa Quatro Comunicações, em parceira com o Jeep Clube do Brasil, com patrocínio de Goodyear e Bardahl.

Fonte: ZDL de Comunicação

  
  

Publicado por em