O documentário `Extremo Sul` ganha novo rumo após duas tentativas de escalar o Monte Sarmiento

Após duas tentativas de escalar o Monte Sarmiento, alpinistas personagens de `Extremo Sul`, o primeiro longa-metragem brasileiro sobre alpinismo, mudam os rumos do documentário. Acampados a 500 metros de altitude e a 7km do campo base, os alpinistas f

  
  

Após duas tentativas de escalar o Monte Sarmiento, alpinistas personagens de `Extremo Sul`, o primeiro longa-metragem brasileiro sobre alpinismo, mudam os rumos do documentário.

Acampados a 500 metros de altitude e a 7km do campo base, os alpinistas foram impedidos de prosseguir a ascensão da montanha, porque, apesar das boas condições meteorológicas, não encontraram uma camada de gelo duro com profundidade suficiente para a instalação do acampamento 2.

Com a impossibilidade de escalar o Monte Sarmiento, o objetivo de `Extremo Sul` não é mais o cume da montanha. A partir de agora, a missão é documentar as experiências vividas por cada integrante desta expedição.

Vinte pessoas integram a equipe, incluindo técnicos e alpinistas, portanto, vinte histórias diferentes serão apresentadas, já que as privações desta região isolada, o frio, o vento e o desapontamento por não chegar ao topo produzem um efeito particular sobre cada um.

A hipótese de não atingir o cume do Sarmiento, alcançado uma única vez, em 1956, não era descartada pela equipe. `Existe a chance dos alpinistas não atingirem o seu cume, mas somos prisioneiros da realidade. Numa produção como esta, nosso desafio é documentar a expedição como ela é, na chuva, com frio e no gelo e mostrar quem são estas pessoas, o que sentem e o que as leva a arriscarem suas vidas pra chegar num cume, ou não`, advertiu a diretora do documentário Monica Schmiedt, antes do início das gravações.

O filme prossegue, mas com um roteiro diferente. A questão humana passa a ser o personagem principal de `Extremo Sul`, o primeiro longa-metragem brasileiro que retrata não apenas o alpinismo, mas, principalmente, o alpinista, com suas conquistas, desafios e também decepções.

A expedição termina em 10/04, mas alguns integrantes da equipe, como os diretores Sylvestre Campe e Monica Schmiedt, retornam ao Brasil no final desta semana.

Extremo Sul :

O primeiro documentário brasileiro sobre alpinismo narra a expedição de um grupo de alpinistas formado pelos brasileiros Nelson Barretta e Ronaldo Frazen Jr, os argentinos Eduardo Hugo López e Walter Rossini, e o chileno Julio Contreras ao Monte Sarmiento, localizado na Terra do Fogo, sul da Patagônia chilena.

Durante o mês de fevereiro, a equipe gravou em Bariloche, na Argentina, e em Punta Arenas, no Chile, onde acompanhou o dia-a-dia dos alpinistas longe da montanha. Em março, alpinistas e técnicos atravessaram o Estreito de Magalhães e começaram a viagem rumo ao Monte Sarmiento.

Com 2404 metros de altura, o Monte Sarmiento não é considerado extremamente alto para os padrões do alpinismo (o Monte Everest, por exemplo, tem 8.848 metros), mas as condições geográficas e climáticas do local representam riscos constantes aos alpinistas e tornam imprevisível o fim da expedição. Seu cume principal, o objetivo dos cinco alpinistas personagens do filme, só foi atingido uma única vez, em 1956.

`Extremo Sul` tem previsão de estréia nos cinemas em 2004.

Fonte: Ass.de Imprensa Sofia Carvalhosa Comunicação

  
  

Publicado por em