Objeto flutuante tira o sono dos tripulantes do Trimaran 60 pés Sergio Tacchini

A noite de segunda-feira(10/11) não foi fácil para os dois tripulantes do Trimaran 60 pés Sergio Tacchini.No meio da noite, com 30 nós de vento, o irlandês Damian sentiu que perdeu o leme (direção) do barco. O leme do casco principal se levantou, prov

  
  

A noite de segunda-feira(10/11) não foi fácil para os dois tripulantes do Trimaran 60 pés Sergio Tacchini.No meio da noite, com 30 nós de vento, o irlandês Damian sentiu que perdeu o leme (direção) do barco.

O leme do casco principal se levantou, provavelmente ao bater num objeto flutuante, e o gigante de 60 pés ficou sem controle por alguns minutos. Uma cena bem dramática.

O incidente deixou a dupla acordada a noite toda trabalhando para ter certeza de que o barco estava sob controle e a peça de volta à posição normal.

Isso custou a Karine e Damian, não somente horas preciosas de sono e energia perdida, como tambem milhas em relação aos concorrentes. Os dois primeiros barcos, Groupama e Geant, abriram distância.

Os 4 Trimarans liderando a Jacques Vabre (Groupama, Geant, Sergio Tacchini e Belgacom) procuram agora a melhor maneira de entrar na ZCIT Zona de Convergência Intra Tropical (zona de transição entre os sistemas meteorológicos do norte e do sul).

A boa velocidade que os barcos vem desenvolvendo pode sofrer uma repentina parada assim que eles alcançarem a ZCIT. E a questão principal é qual será a melhor maneira de atravessá-la sem sofrer nenhuma perda na colocação.

Fonte: Windpress Media Liaison

  
  

Publicado por em

Manick

Manick

15/01/2012 20:00:30
Achei muito importante!