Robert Scheidt assume liderança do ranking mundial

Às vésperas da estréia no Campeonato Mundial, que começa na quinta-feira, na Turquia, o velejador Robert Scheidt recebeu uma ótima notícia. Devido à conquista inédita da Semana Olímpica Francesa, em Hyères, em abril, ele assumiu a liderança do ranking

  
  

Às vésperas da estréia no Campeonato Mundial, que começa na quinta-feira, na Turquia, o velejador Robert Scheidt recebeu uma ótima notícia.

Devido à conquista inédita da Semana Olímpica Francesa, em Hyères, em abril, ele assumiu a liderança do ranking da classe Laser da Federação Internacional de Vela (ISAF).

Na lista, que leva em conta os sete melhores resultados de cada iatista nos últimos dois anos, Scheidt tem 4782 pontos, contra 4774 do ex-líder, o australiano Michael Blackburn.

“Foi uma surpresa para mim. A liderança do ranking é o resultado do título inédito em Hyères, onde eu sempre bati na trave, mas finalmente consegui o primeiro lugar desta vez”, diz o velejador, de 31 anos, patrocinado pelo Banco do Brasil, Varig e Volvo Car Brasil e integrante da Equipe Petrobras de Vela.

“Estou muito feliz por voltar a ser o número um”, completa o brasileiro, que já ocupou a liderança do ranking em 2001 e estava na segunda colocação desde julho de 2003.

Os sete melhores resultados de Scheidt nos últimos 24 meses e que o conduziram ao topo do ranking são:campeão do Mundial da ISAF em Marselha-França/2001, hexacampeão mundial em Cape Cod-EUA/2002,bicampeão da Semana de SPA-Holanda/2002 e 2003 e campeão da Semana de Hyéres-França/2004, além dos vice-campeonatos da Semana de Kiel-Alemanha/2003 e do Mundial de Cadiz-Espanha/2003.

“É claro que fico feliz pela liderança do ranking, mas isso não é o mais importante. Até porque, na prática,os velejadores europeus levam uma certa vantagem, já que disputam todos os torneios do continente,enquanto eu não tenho essa possibilidade”, explica o hexacampeão mundial, dono de 106 títulos na carreira.

Robert está na Turquia desde o dia 3 se preparando para tentar o heptacampeonato mundial que escapou por apenas um ponto no ano passado. E admite que ganhou uma motivação extra.

“Não tenho como negar que o topo do ranking me motiva ainda mais. Esse ano está sendo brilhante. Venci os seis campeonatos que disputei, inclusive o mais cobiçado até o momento, em Hyères. Agora é pensar no Mundial, o segundo mais importante do ano, atrás somente da Olimpíada”, diz.

A boa fase do velejador não se resume às competições. A partir de agora, Scheidt conta com mais um novo patrocinador, a Medley Genéricos, que vai estampar sua marca nas camisas, viseira, colete salva-vidas e no casco do barco do campeão.

O acordo, que tem validade de um ano com possibilidade de renovação automática, começa a valer já no Mundial da Turquia. A apresentação oficial da parceria acontece após o retorno de Scheidt ao Brasil.

Robert treina na Turquia com outros 45 iatistas que já chegaram a Bodrum, a cidade-sede da competição.O Mundial acontece de 13 a 19 de maio, com a disputa de duas regatas por dia.

Os dez primeiros do ranking da ISAF na classe Laser:

1º) Robert Scheidt - 4782 pontos
2º) Michael Blackburn (AUS) - 4774
3º) Paul Goodison (GBR) - 4712
4º) Gustavo Lima (POR) - 4574
5º) Philippe Bergmans (BEL) - 4544
6º) Gareth Blanckenberg (AFS) - 4528
7º) Vasilij Zbogar (ESL) - 4489
8º) Kalle Suneson (SUE) - 4406
9º) Daniel Birgmark (SUE) - 4401
10º) Edward Wright (GBR) - 4399

Fonte: ZDL de Comunicação

  
  

Publicado por em