Rohsler é sétimo na 3a.etapa do Tour de Santa Catarina

Na etapa mais longa da 18ª edição do Tour de Santa Catarina, com 170 km entre Joaçaba e Curitibanos, Renato Rohsler foi o ciclista da Extra Caloi Suzano mais bem colocado. Ele chegou na sétima posição, com o mesmo tempo do vitorioso Nilceu Aparecido Santo

  
  

Na etapa mais longa da 18ª edição do Tour de Santa Catarina, com 170 km entre Joaçaba e Curitibanos, Renato Rohsler foi o ciclista da Extra Caloi Suzano mais bem colocado. Ele chegou na sétima posição, com o mesmo tempo do vitorioso Nilceu Aparecido Santos, da Memorial/ Santos, 4h35min28seg.

O segundo colocado foi o russo Andrei Sartassov (DataRo/Blumenau), e em terceiro chegou o canadense Darren Vogler (Wentings Cycle). Nesta quarta-feira acontece a quarta etapa, com percurso de 119 km entre Curitibanos e Lages.

A etapa da terça exigiu bastante dos ciclistas, que além do percurso mais longo tiveram pela frente muitas montanhas e forte calor. Daniel Rogelin (Avaí/Florianópolis) liderou a etapa durante mais de 100 km, mas acabou alcançado pelo pelotão principal a 50 km do final.

“Foi a estratégia da equipe do Avaí. O ritmo esteve muito forte durante todos os 170 km, e a vitória ficou para o sprint, numa disputa entre oito ciclistas”, disse o técnico da Extra Caloi, Mauro Ribeiro.

Na classificação geral do Tour, a liderança ainda é de Márcio Jerosch Pinto (DataRo/ Blumenau), com 9h 58min 13seg. O melhor da Extra Caloi permanece sendo José Aparecido dos Santos, o Zezinho, a 50 segundos do líder. Depois aparecem Renato Ruiz, 23º, a 5min34seg e Renato Rohsler, 30º, a 16min04seg.

Vice-campeão do Tour em 1997 e 1998, nos dois últimos anos em que atuou como ciclista profissional, Mauro estava satisfeito com o desempenho dos ciclistas da Extra Caloi na terça-feira.

“Gostei da agressividade da equipe. O entrosamento melhorou e, desta vez, o Zezinho não ficou sozinho na chegada. Todos mostraram atitude e o resultado foi satisfatório.”

Mauro destacou ainda o desempenho de Renato Rohsler e Renato Ruiz. “O Rohsler deu uma arrancada fulminante depois de 160 km e chegou no pelotão principal. O Ruiz também fez uma corrida fantástica. Ele é o campeão brasileiro de resistência e, embora não seja muito experiente, precisa ser agressivo como foi desta vez.”

Segundo o comandante da Extra Caloi, a partir desta quarta-feira começa uma nova fase do Tour de Santa Catarina. “Pela primeira vez teremos uma etapa com percurso mais leve e, provavelmente, muito mais rápida do que vimos até agora. Com isso, o pelotão também deve ser mais agressivo ao invés de mais comedido”, contou o único brasileiro a vencer uma etapa da Volta da França.

Morcegão está fora - Rodrigo Morcegão de Brito está fora do Tour de Santa Catarina. O ciclista brasiliense da Extra Caloi sentiu uma dor lombar na etapa de segunda-feira, entre Concórdia e Joaçaba, abandonou o percurso e, conforme prevê o regulamento, teve de abandonar a competição.

“A dor era insuportável. Não consegui continuar, e agora vou procurar um médico para saber a gravidade da lesão”, afirmou o ciclista, que seguiu nesta terça-feira para São Paulo.

Segundo Mauro Ribeiro, a ausência de Morcegão não vai atrapalhar seus planos para as próximas etapas. “A etapa de segunda-feira realmente não favorecia o biotipo do Rodrigo. Ele já sentiu essa contusão na Volta do Rio de Janeiro, não teve problema nas duas semanas de preparação que os atletas tiveram em Chapecó, mas agora ela voltou. O atleta seria importante nas etapas planas e também no Circuito de Tubarão, a partir de quinta-feira, mas temos condições de superar essa ausência.”

Fonte: ZDL de Comunicação

  
  

Publicado por em