Rota do aço dá incentivo recorde aos participantes

A Rota do Aço - Regata de Vela Oceânica, que será disputada de 6 a 14 março entre Vitória, no Espírito Santo,e São Francisco do Sul, em Santa Catarina, já quebrou um recorde antes mesmo de começar. A competição, que reunirá veleiros com medida igual o

  
  

A Rota do Aço - Regata de Vela Oceânica, que será disputada de 6 a 14 março entre Vitória, no Espírito Santo,e São Francisco do Sul, em Santa Catarina, já quebrou um recorde antes mesmo de começar.

A competição, que reunirá veleiros com medida igual ou superior a 30 pés, oferecerá mais de R$ 260 mil a título de ajuda de custo para os barcos.Nenhuma outra regata brasileira na história deu tamanho incentivo para os velejadores.

Até quinta-feira, dia 22, 51 comandantes já tinham inscrito suas embarcações na regata, que vai reproduzir o caminho percorrido pelas bobinas de aço produzidas pela Companhia Siderúrgica de Tubarão (CST), em Serra (ES), até a indústria de transformação de aço Vega do Sul, em São Francisco do Sul (SC).

A unidade, recém-construída, será inaugurada oficialmente em março pelo presidente Luiz Inácio Lula da Silva. “Esse número alto de veleiros inscritos mostra o grande interesse
despertado pela regata. Não é comum reunir tantas embarcações na primeira edição de uma competição”, comentou Edgar Rombauer, da DS Comunicação, organizadora do evento. “Isto mostra também o bom momento que o esporte está passando.”

Os comandantes receberão ajuda de custo dependendo do momento da inscrição e da efetiva participação. Assim, as dez primeiras equipes inscritas recebem R$ 8 mil, R$ 6.500 são destinados do 11º ao 25º barco inscrito, e os demais recebem R$ 3.500. A campeã receberá também um troféu transitório, que ficará exposto na sede da CST. Entre os inscritos está o campeão mundial da classe Soling Gastão Brun, comandante do barco Forró.

A Rota do Aço terá 634 milhas náuticas(1.174 quilômetros) e será dividida em monocasco e multicasco. O sistema de rating unificado para monocasco também é inédito no Brasil, muito mais simples, de fácil entendimento e que deixará a regata ainda mais competitiva.

A competição será disputada em três etapas, com a primeira marcada para o dia 6 de março. Os veleiros vão cobrir 260 milhas náuticas entre Vitória e Rio de Janeiro, de onde partirão para a segunda etapa da competição, percorrendo mais 365 milhas até o Capri Iate Clube, em São Francisco do Sul. A terceira terá nove milhas náuticas, ligando o Capri Iate Clube ao centro da cidade, no dia 14 de março.

A Rota do Aço - Regata de Vela Oceânica é uma realização da Arcelor, Companhia Siderúrgica de Tubarão, Vega do Sul e Norsul, com organização da DS Comunicação e apoio da Federação Brasileira de Vela e Motor (FBVM), da Associação Brasileira de Veleiros de Oceano (ABVO), da Marinha do Brasil, dos governos do Espírito Santo e Santa Catarina, das prefeituras de Vitória e São Francisco do Sul, do Iate Clube do Espírito Santo, do Iate Clube do Rio de Janeiro e do Capri Iate Clube.

Fonte: ZDL de Comunicação

  
  

Publicado por em