Rota do Aço sorteia patrocínios aos veleiros

Os veleiros que confirmaram participação na Rota do Aço Regata de Vela Oceânica vão concorrer ao sorteio de cinco a nove patrocínios de R$ 10 mil cada um. O sorteio, uma ação inédita de incentivo no iatismo brasileiro, será feito às 18 horas desta terça-

  
  

Os veleiros que confirmaram participação na Rota do Aço Regata de Vela Oceânica vão concorrer ao sorteio de cinco a nove patrocínios de R$ 10 mil cada um. O sorteio, uma ação inédita de incentivo no iatismo brasileiro, será feito às 18 horas desta terça-feira, no Iate Clube do Espírito Santo (Ices), em Vitória.

A largada da regata será dada ao meio-dia de
sábado, dia 6, no Ices, e terá chegada no dia 14, em São Francisco do Sul (SC), com stopover no Rio de Janeiro.

Os organizadores da competição fecharam na terça-feira (02/3) o número final de patrocinadores, todos ligados ao setor siderúrgico e de mineração, que resolveram apoiar alguns dos veleiros.

As empresas participantes são Paul Wurth, Belgo Mineira, SMS, Alstom, Vatech, White Martins, Companhia Vale do Rio Doce, Ferrostaal, Acesita e Magnesita. O sorteio
será aberto para todos os comandantes para garantir a maior transparência possível da iniciativa.

Com a decisão, a Rota do Aço confirma a sua condição de uma regata muito especial no aspecto de apoio financeiro. Afinal,todos os participantes que completarem a prova vão receber como incentivo uma ajuda de custo da organização para colaborar na viagem de volta ao porto de origem. Só com essa ajuda de custo, o investimento será em torno de R$ 230 mil.

A Rota do Aço recebeu a inscrição de 67 veleiros, dos quais 41 garantiram participação no evento até a meia-noite de sábado, prazo final estipulado pela organização. O número final de participantes será definido após a análise da documentação de todos os barcos. Muito veleiros não vão poder competir por avarias de última hora.

O Saga, que era uma das grandes atrações, teve seu mastro quebrado no início da viagem do Rio de Janeiro para Vitória, ficando assim fora da regata. O barco Born Free, que faz um importante trabalho de divulgação da ecologia e de respeito ao meio ambiente, também foi obrigado a desistir por causa de uma pane elétrica.

A Rota do Aço, que terá 634 milhas náuticas, será disputada em três etapas, com a primeira marcada para o dia 6 de março, com 260 milhas náuticas entre Vitória e Rio de Janeiro. Do Iate Clube do Rio de Janeiro, os barcos velejarão mais 365 mn até o Capri Iate Clube, em São Francisco do Sul. A terceira etapa terá nove milhas náuticas, ligando o Capri Iate Clube ao centro da cidade, no dia 14 de março.

A Rota do Aço :

Regata de Vela Oceânica é uma realização da Arcelor, CST, Vega do Sul e Norsul, com organização da DS Comunicação e apoio da Gol Linhas Aéreas, Federação Brasileira de Vela e Motor (FBVM), da Associação Brasileira de Veleiros de Oceano (ABVO), da Marinha do Brasil, dos governos do Espírito Santo e Santa Catarina, das prefeituras de Vitória e São Francisco do Sul, do Iate Clube do Espírito Santo, do Iate Clube do Rio de Janeiro e do Capri Iate Clube.

Fonte: ZDL de Comunicação

  
  

Publicado por em

Ricardo Antônio Siegle

Ricardo Antônio Siegle

11/10/2008 15:35:50
Pessoal,
apesar do atraso do comentário, achamos sensacional essa iniciativa! Possuimos, eu e minha esposa, um veleiro em aço, projeto Bruce Roberts 38 pés, no qual estamos soltando as amarras ainda este ano, até meados de novembro! É uma tarefa difícil, mas já estamos na fase final! Portanto ficamos muito felizes por sabermos de que existem pessoas que valorizam a vela de esporte e recreio, e principalmente sabem a dificuldade de se manter um barco de aço em perfeitas condições. Muitos pensam que que tem um veleiro é milionário e que pode se dar ao luxo de esbanjar dinheiro. Não é verdade. Como alguns amigos daqui do sul estamos fazendo um esforço danado para conseguirmos realizar nosso sonho. Vamos ter que trabalhar nos locais onde fundearmos e também fazermos alguns charters. Parabéns pela iniciativa de todos envolvidos. Podem contar conosco nas próximas regatas. Abraços,
Veleiro TAO. Ricardo Siegle e Margarita Ripoll.
Iate Clube Guaiba, Porto Alegre, RS