Santiago Ascenço e Gisele Bertucci querem o título da 3ª Etapa do Troféu Brasil

Os triatletas Santiago Ascenço e Gisele Bertucci, ambos da equipe Pão de Açúcar Club, continuam na briga pela vitória do 13º Gatorade Triathlon Troféu Brasil 2003. A terceira etapa acontece no próximo domingo (10/7), em Nova Lima, na Grande Belo Horizonte

  
  

Os triatletas Santiago Ascenço e Gisele Bertucci, ambos da equipe Pão de Açúcar Club, continuam na briga pela vitória do 13º Gatorade Triathlon Troféu Brasil 2003. A terceira etapa acontece no próximo domingo (10/7), em Nova Lima, na Grande Belo Horizonte, com largada às 9h30 para os competidores de elite, que percorrerão 1,5 quilômetro de natação, 40 km de ciclismo e 10 km de corrida.

A situação de Gisele, que compete há cinco anos como profissional, jamais foi tão favorável. “Nunca liderei uma competição e meu objetivo é vencer, tanto esta etapa quanto o Troféu Brasil”, afirma a triatleta, que é a líder da categoria Profissional Feminino, com dois segundos lugares, conquistados em Santos (SP) e em Niterói (RJ), e 240,75 pontos.

Rita Correia é a adversária mais próxima, pois ocupa a segunda posição na geral e segue Gisele de perto na soma da pontuação, com 210,25. As duas primeiras etapas foram vencidas por Carla Moreno e Sandra Soldan,
respectivamente.

Também integrantes da equipe Pão de Açúcar Club, as duas triatletas mais Mariana Ohata não disputarão a terceira etapa porque no mesmo dia estarão representando o Brasil nos Jogos Pan-Americanos de Santo Domingo.

“Gostaria muito de estar lá na República Dominicana com as meninas, mas como não pude ir vou fazer de tudo para vencer aqui no Brasil e torço para que elas ganhem lá também”, diz Gisele, que ficou em quarto lugar nas seletivas das três vagas para o Pan.

Neste ano, o Troféu Brasil é a prioridade de Gisele e ela está treinando bastante para conseguir a vitória da competição. Para atingir esse objetivo são 20 km de natação, 50 km de corrida e 300 km de ciclismo por semana.

“Várias triatletas têm chances de vencer a prova, mas estou bem preparada e quero ganhar esta etapa”, diz.

A prova em Nova Lima é a única do calendário que não será realizada no litoral, o que pode dificultar a vida dos triatletas, pois a cidade tem altitude de 745 metros e a natação será disputada em um lago, com água fria.

“A altitude não interfere muito, o maior problema são as subidas e descidas do percurso. Já nadar no lago é complicado porque a densidade da água doce é diferente da salgada, me parece mais pesada. A temperatura da água também é problema, pois se estiver muito fria teremos que usar roupa de borracha, o que acaba comprometendo um pouco o rendimento”, afirma Gisele.

Santiago está otimista com clima e relevo de Minas Gerais

Já para Santiago Ascenço, representante da equipe Pão de Açúcar na categoria Profissional Masculino, as dificuldades não são as mesmas, pois em Goiás, onde treina, pratica natação em lago, pedala e corre em terrenos acidentados, com subidas e descidas.

“Essas características de Minas Gerais podem se transformar em benefício para mim, pois o relevo mineiro é parecido com o goiano. Também estou acostumado com a água doce, pois treino em lagos aqui em Goiás”, afirma Ascenço, que divide o segundo lugar do Troféu Brasil com Ezequiel Morales.

O argentino Oscar Galindez é o líder da categoria Profissional Masculino e não participa desta etapa porque compete domingo no Pan-Americano de Santo Domingo.

“Competir sem o Galindez é uma boa vantagem, porque ele é sempre favorito. A prova não será fácil, o percurso é diferente e os outros adversários, como Marcus Ornellas e Fred Monteiro, vão dar trabalho”, diz Ascenço, que treina todos os dias durante quatro horas e, por semana, faz 24 quilômetros de natação, 60 de corrida e 300 de ciclismo.

Na classificação do Profissional Masculino, Oscar Galindez venceu as duas primeiras etapas e lidera com 272,25 pontos. Santiago Ascenço e Ezequiel Morales estão empatados na segunda colocação, com 222,75 pontos; e Marcus Ornellas ocupa o quarto lugar, com 213,25.

A prova começa às 8 horas com a largada dos atletas amadores, que percorrerão distâncias menores que a dos profissionais 750 metros de natação, 20 km de ciclismo e 5 km de corrida em Alphaville, na Lagoa dos Ingleses.

Fonte: ZDL de Comunicação

  
  

Publicado por em