Scheidt deixa Gustavo Lima para trás no sudeste brasileiro

O hexacampeão mundial Robert Scheidt está próximo de dar o troco no atual campeão do mundo, o português Gustavo Lima. Após mais duas regatas realizadas na terça-feira (20) pelo Campeonato Sudeste Brasileiro da classe Laser. Scheidt permanece na lideran

  
  

O hexacampeão mundial Robert Scheidt está próximo de dar o troco no atual campeão do mundo, o português Gustavo Lima. Após mais duas regatas realizadas na terça-feira (20) pelo Campeonato Sudeste Brasileiro da classe Laser.

Scheidt permanece na liderança da competição, agora com oito pontos de vantagem em relação a seu principal adversário. Já considerando o único descarte a que cada velejador tem direito, o brasileiro acumula oito pontos perdidos contra 16 de Lima. As duas últimas regatas do Sudeste Brasileiro acontecem nesta quarta-feira, no Iate Clube Armação, em Búzios.

“Tive mais um dia bom e agora o importante é manter a concentração. Consegui abrir oito pontos de vantagem, mas ainda preciso ficar de olho no Gustavo”, disse Scheidt, que é patrocinado pelo Banco do Brasil, Bingo Augusta, Varig e Volvo Car Brasil e integra a Equipe Petrobras de Vela.

Pela primeira vez no campeonato, tanto Scheidt quanto Lima não terminaram bem colocados na primeira regata desta terça. Os dois velejadores erraram a segunda bóia do percurso e foram ultrapassados por vários adversários.Assim, o brasileiro chegou em sétimo e o português em oitavo.

“Apesar de terminar mal colocado na primeira regata, o importante foi chegar à frente do Gustavo. Na segunda prova do dia venci praticamente de ponta a ponta e ainda contei com a ajuda do espanhol Luis Doreste, que ultrapassou o Lima no fim da regata e chegou em segundo, pouco à frente do português”,contou Robert, atual segundo colocado do ranking da Federação Internacional de Vela (ISAF).

Apesar da vantagem na classificação, Robert Scheidt sabe que as duas últimas regatas podem modificar e muito a pontuação, uma vez que no Sudeste Brasileiro apenas um descarte é permitido.

“Não adianta eu ficar pensando em fazer uma marcação muito cerrada em cima do Gustavo e permitir que outros velejadores consigam pontuar e entrem na briga pelo título”, disse.

As duas regatas desta terça-feira foram disputadas com ventos de aproximadamente 12 nós, a melhor média desde o início do campeonato, no último domingo. Após seis regatas disputadas, Scheidt acumula três vitórias, um segundo e um terceiro lugares.

O brasileiro descarta no momento exatamente a sétima posição da terça-feira. Gustavo Lima obteve uma vitória, dois segundos, um terceiro e dois oitavos lugares.

Fonte: ZDL de Comunicação

  
  

Publicado por em