Scheidt domina segundo dia e assume liderança da Pré-Olímpica

Depois de um início complicado na Pré-Olímpica de Búzios, que começou na segunda-feira e prossegue até o próximo dia 14, o hexacampeão mundial e duas vezes medalhista olímpico Robert Scheidt dominou o segundo dia de disputas e assumiu a liderança isolada

  
  

Depois de um início complicado na Pré-Olímpica de Búzios, que começou na segunda-feira e prossegue até o próximo dia 14, o hexacampeão mundial e duas vezes medalhista olímpico Robert Scheidt dominou o segundo dia de disputas e assumiu a liderança isolada da competição.

Com duas vitórias nas regatas desta terça, Scheidt acumula cinco pontos perdidos e seria o representante brasileiro na classe Laser da Olimpíada de Atenas caso a seletiva nacional terminasse hoje.

“Foi um dia muito bom para mim e consegui assumir a liderança isolada do campeonato”, resumiu o iatista,de 30 anos, patrocinado pelo Banco do Brasil, Bingo Augusta, Varig e Volvo Car Brasil e integrante da Equipe Petrobras de Vela.

Na segunda-feira, primeiro dia da Pré-Olímpica, Robert terminou empatado com o catarinense Bruno Fontes, que desta vez não passou de um quinto e um sexto lugares e acumula agora 14 pontos perdidos.

“Foram duas regatas bastante distintas nesta terça. Na primeira, com vento extremamente fraco, tive muitas dificuldades e só consegui ultrapassar o João Ramos no finalzinho.

Já a segunda prova do dia foi disputada com ventos mais consistentes. Montei a primeira bóia em segundo e na metade do percurso assumi a liderança, mantendo-a até o final”, contou Scheidt, atual segundo colocado do ranking da Federação Internacional de Vela (ISAF).

A Pré-Olímpica de Búzios é dividida em duas séries de nove regatas cada. A primeira, que termina no domingo, tem outras duas provas programadas para esta quarta-feira. A segunda série acontece de 10 a 14 de março. Cada um dos seis velejadores da classe Laser tem direito a dois descartes dos piores resultados ao final de cada série.

“É um campeonato difícil, principalmente pela qualidade de meus adversários e pelo pequeno número de barcos participantes. Com isso, é quase impossível abrir vantagem na classificação”, declarou o melhor iatista do mundo em 2002 segundo a própria ISAF.

Medalha de ouro na Olimpíada de Atlanta/96 e de prata em Sydney/2000, Robert Scheidt tenta confirmar em Búzios a vaga que ele próprio garantiu para o Brasil em Atenas na classe Laser graças ao título mundial de 2002, em Cape Cod, nos Estados Unidos.

Fonte: ZDL de Comunicação

Armação dos Búzios

  
  

Publicado por em