Scheidt é bicampeão do Suunto Match Race de Laser

De volta à classe que o projetou internacionalmente e na qual acumulava 95 títulos, o bicampeão olímpico e heptacampeão mundial Robert Scheidt voltou a mostrar por que é considerado o rei da classe Laser. No último domingo, na raia do Iate Clube de Ar

  
  

De volta à classe que o projetou internacionalmente e na qual acumulava 95 títulos, o bicampeão olímpico e heptacampeão mundial Robert Scheidt voltou a mostrar por que é considerado o rei da classe Laser.

No último domingo, na raia do Iate Clube de Armação dos Búzios, Scheidt conquistou o bicampeonato do Suunto Match Race. Na decisão, o brasileiro derrotou o sueco Daniel Birgmark por 2 a 1 na série melhor-de-três.

“É muito bom voltar à Laser com um título”, contou Scheidt, de 31 anos, patrocinado por Banco do Brasil, Brasil Telecom, Medley Genéricos, Varig e Volvo Car Brasil.

“Tive bastante dificuldade no início do campeonato, mas depois consegui me recuperar, passei a velejar com boa velocidade e consegui o primeiro título de 2005”

Atual vice-líder do ranking mundial de Laser da Federação Internacional de Vela (ISAF), Scheidt estreou na competição no sábado, quando derrotou o argentino Diego Romero também por 2 a 1.

No domingo pela manhã, o melhor velejador do mundo em 2001 e 2004 também segundo ISAF venceu a segunda regata da semifinal contra o inglês Paul Goodison.

Scheidt se classificou com 2 a 0 em cima do atual terceiro colocado do ranking mundial. Na decisão, nova vitória por 2 a 1, desta vez sobre Birgmark, antigo rival de Robert que hoje veleja na classe Finn.

“Na decisão contra o Birgmark, o equilíbrio predominou nas três regatas e fizemos uma batalha bastante dura. Na segunda prova, a mais emocionantes das três, eu tive de cumprir uma penalidade e fui ultrapassado. O sueco me venceu por menos de um metro”, contou.

O título conquistado em Búzios é mais um estímulo para o supercampeão na disputa do Campeonato Brasileiro, que começa no próximo dia 24, em Ilhabela, litoral norte de São Paulo.

“Agora tenho ainda mais motivação para o Brasileiro .Será uma competição diferente, não poderei mais me preocupar com apenas um adversário, mas estou confiante. Vou treinar bastante a semana toda para conseguir mais entrosamento”, disse Scheidt, que vai tentar o 11º título nacional após as conquistas de 1992, 1994, 1995, 1998, 1999, 2000, 2001, 2002, 2003 e 2004.

O Suunto Match Race de Laser foi a segunda competição de Robert Scheidt no ano. Antes, velejando de Star ao lado do proeiro Bruno Prada, ele foi vice-campeão do Sul-Americano da Argentina, primeira competição internacional da dupla.Em fevereiro, os dois disputam o Campeonato Mundial, também em Buenos Aires.

Fonte: ZDL de Comunicação

  
  

Publicado por em