Scheidt tem dificuldades na estréia da Pré-Olímpica de Atenas

Assim como aconteceu no ano passado, logo no primeiro dia da Semana Pré-Olímpica de Atenas o hexacampeão mundial e tricampeão pan-americano Robert Scheidt pôde sentir na pele a dificuldade de velejar na região de Agios Kosmas, próxima ao porto de Pireus.

  
  

Assim como aconteceu no ano passado, logo no primeiro dia da Semana Pré-Olímpica de Atenas o hexacampeão mundial e tricampeão pan-americano Robert Scheidt pôde sentir na pele a dificuldade de velejar na região de Agios Kosmas, próxima ao porto de Pireus.

Na quarta-feira (20/8), o brasileiro sofreu com os ventos inconstantes da capital grega e obteve um 15º e um quarto lugares.

“Foi um dia muito difícil. Velejei com ventos variando entre 10 e 15 nós, larguei bem na primeira regata, mas depois errei bastante e não passei da 15ª colocação. Velejei bem melhor na segunda prova do dia e o quarto lugar ficou de bom tamanho”, disse Scheidt, atual número dois do ranking da Federação Internacional de Vela (ISAF) e que é patrocinado pelo Banco do Brasil, Bingo Augusta, Varig e Volvo Car Brasil e integra a Equipe Petrobras de Vela.

Em 2002, Scheidt terminou a Pré-Olímpica de Atenas em
12º lugar e obteve um quinto e um 18º lugares nas duas primeiras regatas da competição.

A liderança da Pré-Olímpica de Atenas, segundo evento-teste disputado na mesma raia que será utilizada nos Jogos Olímpicos de 2004, pertence ao sueco Daniel Birgmark, campeão no ano passado, que venceu uma regata e obteve um oitavo lugar nta quarta-feira e tem nove pontos perdidos.

O segundo colocado é o esloveno Vasilij Zbogar, que ficou em 12º na primeira regata e venceu a segunda, com 13. Scheidt tem 19 pontos perdidos e está em 9º na classificação geral.

A programação da Pré-Olímpica de Atenas prevê a disputa de 11 regatas até o próximo dia 28. Na classe Laser, que tem 34 barcos inscritos, serão disputadas duas provas na sexta-feira, duas no sábado, duas na segunda, duas na terça e uma na quinta-feira.

Nona competição de Robert Scheidt na classe Laser em 2003, a Pré-Olímpica de Atenas é também o último treino do brasileiro antes do Campeonato Mundial, que acontece em Cadiz, na Espanha, em setembro, quando o brasileiro vai tentar o heptacampeonato.

Medalha de ouro na Olimpíada de Atlanta/96 e de prata em Sydney/2000, Scheidt conquistou no último dia 9/8,
em Santo Domingo, a terceira medalha de ouro pan-americana da carreira, repetindo os feitos de Mar del Plata/95 e Winnipeg/99. Dono de 99 títulos na carreira, Robert Scheidt é considerado por especialistas o melhor atleta brasileiro em atividade.

Fonte: ZDL de Comunicação

  
  

Publicado por em