Sabia que as paletas mexicanas não existem no México?

Dentro da moda de 'gourmetização', as paletas mexicanas transformaram o sorvete em algo muito mais cremoso e caro, porém elas (como conhecemos aqui!) não existem no México. Por lá, o picolé está bem mais para o estilo brasileiro de sorvete

  
  
No Brasil, a paleta virou sinônimo de sorvete feito à base de frutas ou chocolate sempre recheados com ingredientes cremosos, que vão do leite condensado ao suco superconcentrado de um determinado sabor

Parece mentira, mas não é! As famosas paletas mexicanas que viraram febre no Brasil não existem no México, não como são produzidas por aqui. O picolé que entrou na moda da 'gourmetização' foi transformado em algo refinado e bem mais caro.

No Brasil, a paleta virou sinônimo de sorvete feito à base de frutas ou chocolate sempre recheados com ingredientes cremosos, que vão do leite condensado ao suco superconcentrado de um determinado sabor. Se em terras tupiniquins a paleta mexicana é assim, como elas são no México? No país do sombrero, ela está mais para o picolé brasileiro, um 'suco de frutas congelado'. Por lá, o sorvete não possui recheio e muito menos cremes em seu interior e a base do produto é a água, assim como também é nos tradicionais picolés nacionais.

No México, a principal paleta vendida é a de hibisco que é uma flor famosa por seus poderes emagrecedores. Já no Brasil, o picolé "Made in México" com mais saída é o tradicional morango com leite condensado.

Preços
Outra diferença perceptível entre as paletas nacionais e a mexicana é o preço cobrado por cada unidade. Enquanto o original é vendido a preços realmente populares, no Brasil uma paleta custa em média R$ 8, porém esta não é a única desigualdade entre ambos. Enquanto na nação da América do Norte o produto é comercializado em simples carrinhos de sorvete, no Brasil o doce é encontrado em quiosques de shoppings centers ou até em lojas refinadas, ao melhor estilo gourmet.

  
  

Publicado por em