É machão? Saiba que já foi uma menina quando ainda era um embrião

Sim! No início todos os embriões são do sexo feminino e só 'ganham' as famosas características masculinas após o cromossomo 'Y' ser ativado. Entre as 'recordações' daquele período no corpo do homem estão os mamilos

  
  
Ao longo deste curto período de cinco ou seis semanas, o embrião 'masculino' já ganha algumas características femininas que ficarão para sempre no corpo do homem

Esta informação deixará muitos machistas de cabelo em pé! Todo homem já foi do 'sexo feminino' quando ainda era um embrião. Pode parecer ‘loucura’ ou teoria feminista, mas a genética explica a curiosa situação. Ao ser fecundado, o óvulo, que já possui 23 cromossomos, recebe outros 23 que vem com o espermatozoide criando um embrião com 46 cromossomos, dispostos em 23 pares.

O fato curioso ocorre logo nas primeiras semanas de gestação, quando o cromossomo 'Y', responsável pelas características masculinas, ainda não está ativo. Por mais que o sexo da criança seja definido no momento da concepção, no caso dos homens ele só começa a 'atuar' sobre a formação do embrião após a quinta semana de gestação (em alguns casos somente após a sexta semana!). Até então, quem rege o desenvolvimento durante aquele período é o cromossomo 'X', que é o responsável pelas características femininas.

Com isso, ele desenvolve a futura criança como se fosse uma menina e somente após o cromossomo 'Y', se for o caso, entrar em ação que o bebê começará a ganhar as características de um menino. O gene responsável por esta brusca mudança chama-se SRY e é ele que freia o desenvolvimento dos atributos femininos e paralelamente estimula os masculinos. No caso de o embrião ser do sexo feminino, ele permanecerá sob influência do cromossomo 'X'.

Ao longo deste curto período de cinco ou seis semanas, o embrião 'masculino' já ganha algumas características femininas que ficarão para sempre no corpo do homem. O mais famoso de todos os atributos são os mamilos que, em casos extremos, são capazes até de produzirem leite após estímulos. Esta curiosa situação só ocorre porque a glândula, que se desenvolveu antes do gene SRY entrar em ação, possui as células responsáveis pela produção do líquido. Inclusive, na última década, um sueco fez um experimento não-científico estimulando seus mamilos com uma máquina de extração de leite humano e conseguiu obter o produto em pequena quantidade. Outra situação onde também é comum ocorrer a lactação masculina é quando o homem possui um tumor da hipófise, que acaba gerando um hormônio que induz a produção do leite.

Já outras características femininas acabam sendo 'transformadas' com a ação do gene SRY, entre elas os grandes lábios vaginais que se convertem no escroto. No caso do símbolo máximo da masculinidade, os testículos eram inicialmente o ovário do embrião. Somente após as transformações que ele ganha a tradicional aparência, além da capacidade de produzir espermatozoides.

  
  

Publicado por em