Emprego com salário anual de R$ 1 milhão e 3 meses de férias está vago há 2 anos

Considerado o emprego dos sonhos, o cargo de médico cirurgião em Waikato, na Nova Zelândia, está vago e sequer recebeu contato de pretendentes nos últimos quatro meses. O salário mensal é de R$ 87 mil e ainda dá direito a duas folgas semanais

  
  
Se o salário mensal de R$ 87 mil não for um atrativo, a paisagem da região de Waikato pode ser um chamariz

Qual é o emprego dos sonhos? Aquele que paga muito bem ou o com mais regalias? Que tal juntar ambos e ainda ter três meses de férias? Este emprego existe e está vago há mais de dois anos, na zona rural da região de Waikato, na Nova Zelândia. A clínica hospitalar Tokoroa Medical Centre está a procura de um cirurgião-geral há mais de 24 meses e não encontra interessados em preencherem a vaga.

O salário anual oferecido é de £ 190 mil, ou seja cerca de R$ 1,04 milhões (R$ 87 mil mensais), além de diversas regalias ao sortudo. Entre os atrativos estão férias de 90 dias, folgas aos finais de semana e durante o período noturno, além de nenhum plantão. O cirurgião terá apenas que lidar com o problema de ser o único especialista na cidade de Tokoroa, um vilarejo com cerca de 13,6 mil habitantes. Vale lembrar que o contratado para o emprego ainda terá o apoio do proprietário da clínica, o médico Alan Kenny.

Mesmo com todas as regalias e o pouco trabalho, nenhum candidato sequer entrou em contato demonstrando interesse na vaga nos últimos quatro meses. O problema? O isolamento da região é grande e a falta de acesso a internet banda larga impossibilita que a informação do cargo seja levada a outras áreas da Nova Zelândia ou a países vizinhos. Outra dificuldade é a falta de mão de obra qualificada na cidade e nas regiões próximas, que impossibilitam o preenchimento da vaga de médico cirurgião-geral com um salário mensal de R$ 87 mil.

A Tokoroa Medical Centre não possui site ou páginas nas principais redes sociais, mas os médicos interessados encontraram uma forma de entrar em contato com a empresa, acessando o check-in dela no Facebook. O Centro Médico não disponobilizou telefone de contato aos interessados para evitar 'trotes'.

Mapa

  
  

Publicado por em